nsc
nsc

Futebol

Opinião: "O futebol custou a ser liberado pelas autoridades e voltou sem respeitar o protocolo"

Compartilhe

Roberto
Por Roberto Alves
11/07/2020 - 16h54
chapeceonse-avai-arena-conda-jogo-1-quartas-de-final
Lance do primeiro jogo entre Chapecoense e Avaí, pelas quartas de final do Campeonato Catarinense, na Arena Condá, em Chapecó (Foto: André Palma Ribeiro, Avai FC, Divulgação)

Uma portaria do governo do Estado, via Vigilância Sanitária, cancelou na tarde deste sábado o jogo entre Avaí e Chapecoense, válido pelas quartas de final do Campeonato Catarinense. Os casos de Coronavirus na Chapecoense detectados após o jogo de quarta-feira em Chapecó determinarão a suspensão do jogo.

> Em site especial, saiba mais sobre a pandemia do coronavírus

A verdade é que o futebol custou a ser liberado pelas autoridades e voltou sem respeitar o protocolo e as regras determinadas pelas autoridades.

Não só a Chapecoense teve problemas, mas o Joinville divulgou nota oficial informando que quatro jogadores do elenco foram testados positivo inclusive um titular.

> Painel do Coronavírus: veja a evolução da pandemia em Santa Catarina

Enquanto o painel do governo anuncia 26 novas mortes nas últimas 24 horas e 1.920 novos casos confirmados, o futebol é liberado e não respeita o protocolo e as regras impostas pelas autoridades. A FCF está reunida em caráter urgente para decidir se suspende a rodada inteira ou não.

A verdade é que Joinville acusou quatro novos infectados, inclusive titular do time. Nos jogos Criciúma x Marcílio Dias e Juventus x Figueirense a televisão mostrou nitidamente os jogadores se cumprimentando e se abraçando no momento dos gols.

> Veja as últimas notícias do mundo dos esportes

A nota da vigilância sanitária explica os itens não respeitados pelo futebol. Está muito claro que a suspensão pode atingir os de mais jogos marcados para o domingo 12.

Roberto Alves

Colunista

Roberto Alves

Referência por resgatar a memória do Esporte catarinense, fatos do dia a dia e pitorescos, misturando bom humor e seriedade na dose certa.

siga Roberto Alves

Roberto Alves

Colunista

Roberto Alves

Referência por resgatar a memória do Esporte catarinense, fatos do dia a dia e pitorescos, misturando bom humor e seriedade na dose certa.

siga Roberto Alves

Mais colunistas

    Mais colunistas