nsc
    nsc

    Estadual

    Catarinense 2020: bom senso, a rodada decisiva, o cruzamento, vantagens e riscos a correr

    Compartilhe

    Roberto
    Por Roberto Alves
    15/03/2020 - 19h09 - Atualizada em: 15/03/2020 - 19h11
    Concórdia 1 x 1 Avaí
    Empate no Oeste, combinado com vitória do Figueirense, colocou Avaí na liderança. E no caminho da Chape (Foto: Ricardo Artifon/CAC, divulgação)

    A CBF decidiu suspender por tempo indeterminado o futebol brasileiro por conta dos riscos do coronavírus. É a determinação mais responsável para o momento.

    Alguns estados já se manifestaram pela paralisação até com ameaças de greve pelos jogadores. A Federação Catarinense de Futebol tomará sua decisão nesta segunda-feira. Espera-se seja um posicionamento sério e de acordo com o que o mundo está vivendo neste momento.

    Minha opinião: suspender

    Jogar de portões fechados seria um desperdício. Alegar falta de datas para cumprimento do calendário não é válido, afinal, o Brasil inteiro terá de se adaptar ao novo momento. Não vale a pena correr riscos colocando-se a vida em segundo lugar depois do futebol.

    A prudência e a responsabilidade mandam suspender o campeonato.

    Este é o momento de não fazer média com os clubes. Vai dar prejuízo? Claro que vai. Suspendendo a competição ou com portões fechados, teremos problemas. O que é importante agora é a vida. Prioridade um.

    O futebol pode esperar.

    Os jogos

    A nona rodada não ofereceu nenhum resultado surpreendente, mas resultou em um cruzamento inesperado.

    O Brusque usou um time reserva, pensando no segundo jogo contra o Brasil de Pelotas, que acabou sendo suspenso.

    O Marcílio Dias jogou em Jaraguá do Sul com vários desfalques e o Figueirense também poupou alguns titulares.

    Esperava-se a vitória do Avaí para chegar a liderança. O empate serviu.

    A Chapecoense fora dos oito colocados seria inimaginável. Recuperou-se em tempo.

    Já se sabia que o Tubarão deveria disputar o rebaixamento, por tudo que anda acontecendo no cube, e que o Concórdia dificilmente escaparia de ser o seu adversário.

    Por tudo isso, os jogos, tecnicamente, foram muito fracos neste domingo.

    O cruzamento

    Avaí x Chapecoense, com a vantagem do Avaí fazer o segundo jogo na Ressacada, é o principal confronto das quartas de final. A partir de agora, os adversários crescem em função, da ameaça de eliminação. Os dois decidiram o Estadual de 2019 e agora um deles vai morrer nas quartas de final.

    Teoricamente, o Figueirense tem o melhor quadro desta próxima fase do estadual. Não se iludam que o adversário, o Juventus, já surpreendeu se classificando e agora vai para o mais difícil, eliminar o Figueirense no segundo jogo em Florianópolis. Difícil? Sim mas não impossível. Diria até que o Figueirense é o grande favorito da próxima fase.

    Brusque x Joinville é jogo de muito equilíbrio, embora a vantagem do segundo jogo em casa e a boa fase levem o Brusque a ter maior chance de avançar no campeonato. O momento que vive o time brusquense lhe dá um certo favoritismo.

    O Marcílio Dias vai enfrentar o Criciúma com a vantagem do mando de campo no segundo jogo. Equilíbrio pode ser a tônica desse jogo.

    Para se projetar a decisão

    De um lado da chave estão Avaí, Chapecoense, Marcílio Dias e Criciúma.

    De outro, Brusque, Joinville, Figueirense e Juventus.

    Clássico, se houver, só na final.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas