nsc
    nsc

    CUBATÃO

    Ampliação de estação entra em pré-operação: oferta de água em Joinville pode crescer em mais de 30%

    Compartilhe

    Saavedra
    Por Saavedra
    31/05/2020 - 08h53
    Estação do rio Cubatão trata 65% da água consumida em Joinville (foto: Divulgação)
    Estação do rio Cubatão trata 65% da água consumida em Joinville (foto: Divulgação)

    A ampliação da estação de tratamento de água do rio Cubatão está entrando em operação, com uma das etapas já em funcionamento. O flocodecantador, a primeira fase após a captação, passou a receber água nesta semana. A etapa seguinte, de filtragem, está em testes. Quando todas as fases estiverem operacionais, a estação poderá tratar 1.850 litros de água por segundo, o dobro da atual capacidade. Na prática, Joinville terá 30% e 40% na capacidade total de produção de água, incluindo a outra estação. O reforço no abastecimento, no entanto, também depende da distribuição, capacidade de reservação, entre outros fatores. O investimento na ampliação é de R$ 30,5 milhões.

    Hoje, 65% do abastecimento de Joinville é fornecido pela unidade do Cubatão. A outra fatia é produzida na estação do Piraí. A nova estação do rio Piraí, a ser instalada na zona Sul, perto da BR-101, vai levar mais tempo. Quando a outorga para utilização da água foi concedida, no final de 2018, o planejamento era lançar o edital de construção em 2020. Mas neste momento estão sendo contratados os serviços para elaboração de estudos ambientais.

    Portanto, o licenciamento deve ser solicitado em 2021 e a obra iniciada em 2022. Os investimentos nas estações, além de ampliação da capacidade de reservação (reservatórios) e distribuição, garantem água até 2035, pelo menos – as projeções dos estudos sobre saneamento apontam Joinville com população entre 750 mil e 1 milhão de habitantes.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas