Florianópolis

publicidade

Jefferson Saavedra

Saavedra

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

Saavedra

(Salmo Duarte, A Notícia)

Greve de servidores pode ser encerrada nesta manhã

Por Saavedra

21/06/2018 - 03h00

Com a contraproposta da Prefeitura de Joinville de conceder a inflação em maio, na data-base (a proposta inicial era pagamento a partir de agosto), a greve iniciada na segunda-feira do funcionalismo municipal tem boas chances de ser encerrada na manhã de hoje, após assembleia. O vale-alimentação será ampliado de R$ 296 para R$ 310 e foi garantida a volta do abono natalino, com pagamento suspenso desde 2015 (o abono deve ficar em torno de R$ 160).   Mais chances Cotado para ser o vice de Gelson Merisio – mas distante da confirmação, há outros nomes –, Ninfo König (PSB) deve ter aumentado suas chances de ficar com a vaga com o anúncio de que Mauro Mariani é o provável candidato do MDB: poderá ser uma opção “geográfica”, além da questão da aliança com o PSB, por ser da mesma base eleitoral do emedebista.   Rural Em projeto apresentado nesta semana, Adilson Girardi (SD) quer a permissão para mais atividades econômicas em área rural de utilização controlada, a Aruc.  O vereador quer a inclusão de serviços de manutenção e conserto de máquinas agrícolas e instalação de comércio de máquinas e peças para a agropecuária (neste caso, desde que fique em frente a uma rodovia – se encaixaria na Rodovia do Arroz, por exemplo).  Girardi quer a liberação de estabelecimentos de fabricação desse maquinário em Aruc, desde que também fique em rodovia.   Incentivo Na nova lei de Barra Velha de incentivo à instalação de empresas, a isenção de impostos e taxas terá duração condicionada ao montante investido, à previsão de faturamento e ao número de empregos criados, podendo variar entre um e dez anos. Também vale para ampliação de empresas já instaladas. Está nos planos a criação de parque empresarial na cidade.    Mudança Vera Freitas deixou a direção executiva do Hospital São José para assumir a direção executiva da Secretaria de Saúde de Joinville.   Comparação Assinados agora, os três contratos de manutenção viária de Joinville (tapa-buracos) contam com R$ 2,6 milhões, a serem usados em um ano. Os contratos se dividem entre as regiões, Norte, Sul e Centro-oeste. Em uma comparação envolvendo receita de impostos, os donos de veículos de Joinville já pagaram R$ 60,5 milhões em IPVA neste ano, até maio.    Aonde vai  O tributo é arrecado pelo governo do Estado, que fica com a metade – a outra parte vai para a Prefeitura. Não há obrigação de uso da arrecadação em destino específico, como manutenção de ruas – embora também possa ser utilizada nesse fim.    Retrospecto Se a decisão de Eduardo Pinho Moreira de não concorrer à reeleição tivesse sido tomada em março, provavelmente Udo Döhler teria deixado a Prefeitura de Joinville para ficar apto a concorrer a governador. Deve ser por causa disso que o prefeito ficou tão surpreso com o anúncio de Eduardo Pinho Moreira.   Na fila O Procon de Joinville apoia os projetos em tramitação na Câmara para impor tempo máximo para atendimento na fila dos Correios e das operadoras de telefonia, conforme informado pela assessoria do Legislativo. Hoje, não existem regras para os prazos.   Reforma de trapiche Cidadão de São Francisco do Sul manda a imagem para cobrar recuperação do trapiche central da cidade litorânea. A solicitação é feita depois do anúncio da Prefeitura de início da etapa final da primeira fase do novo píer para receber passageiros de embarcarções, também no Centro Histórico de São Chico. A estrutura de 50 metros também será usada em atracação. O leitor quer também a recuperação do trapiche já existente.    Sobre adoção A Assembleia Legislativa realiza hoje o encontro Conversando sobre Adoção, a partir das 14h, na Amunesc. Pelos dados coletados pelo deputado Vicente Caropreso (PSDB), há 142 crianças e adolescentes acolhidos em cinco instituições. Desse grupo, 45 estão aptos para serem adotados. Um dos temas do encontro é abordar a adoção tardia, de crianças de mais idade, que formam boa parte da lista de quem espera pela adoção. “É fundamental debatermos o tema para mudar essa realidade”, diz Caropreso, presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente.    Areia de fundição Nesta semana, entrou em vigor a lei de permissão de uso de areia de fundição em obras da Prefeitura de Joinville. O material descartado na fabricação de peças fundidas pode ser reutilizado na fabricação de artefatos de concreto, assentamento de tubulação, pavimentação e como camada de cobertura no aterro sanitário. A utilização da areia depende de licenciamento. A Prefeitura ainda não se manifestou se pretende realmente usar o resíduo – a lei nasceu de proposta surgida na Câmara, por meio do vereador Wilson Paraíba (PSB). Para ele, a pavimentação terá de ser o principal destino da areia de fundição, principalmente nas camadas iniciais (sub-base). “O custo poderá baratear em até 50% na pavimentação com lajotas”, diz o vereador autor da lei. Em preparação As propostas da Prefeitura de Joinville de usos (atividades) a serem permitidos nas áreas de expansão rural criadas pela LOT ainda não chegaram ao Conselho da Cidade, última etapa antes da análise final pela Câmara de Vereadores.    Muito difícil Pelo jeito, o projeto de Ninfo König, com mudanças nas diárias de viagem, não deverá ser aprovado. O vereador quer que o recurso eventualmente não utilizado na íntegra seja devolvido.   Leia outras publicações de Saaavedra

Continuar lendo
(Salmo Duarte, BD, 18/04/2013)

Avanço do emprego em maio é tímido em Joinville

Por Saavedra

21/06/2018 - 02h25

A recuperação do emprego em Joinville teve uma freada no mês passado. A cidade até mais contratou do que demitiu, mas foram apenas 47 vagas criadas. O pior desempenho foi da construção civil, com 159 empregos eliminados em maio. Entre os quatro setores de maior contingente de trabalhadores, a construção é o único no negativo, com 35 vagas fechadas no ano – antes de maio, o segmento ainda estava no azul, foi o resultado do mês passado que deixou o acumulado do ano no vermelho. Os serviços mantêm a liderança na geração de empregos no ano, com 2,7 mil novos postos.  A indústria, o setor mais atingido pela crise entre 2015 e 2016, tem saldo positivo de 2,2 mil empregos. No conjunto de todos os segmentos, a cidade abriu 5,1 mil vagas com carteira assinada no ano. Joinville ocupa a sétima posição no ranking nacional de criação de vagas neste ano, com a liderança em Santa Catarina. O balanço do mês de maio foi divulgado ontem pelo Ministério do Trabalho.   Recuperação depois da crise O bom resultado deste ano, somado ao desempenho do ano passado, faz com que Joinville tenha criado 10,7 mil empregos desde o início de 2017. No entanto, apesar dessa performance, sempre é importante ressaltar que foram fechadas 13,3 mil vagas nos dois anos anteriores. Ou seja, ainda tem o que ser recuperado.   Leia outras publicações de Saavedra  

Continuar lendo
(Salmo Duarte, Agência RBS)

Audiência pública discute outorga onerosa nas construções de Joinville

Por Saavedra

20/06/2018 - 04h00

Prevista no Plano Diretor de Joinville, a outorga onerosa será tema de audiência pública na próxima terça. É a última etapa antes do envio da proposta à Câmara de Vereadores. O projeto libera construção até 50% a mais do permitido em troca de pagamento à Prefeitura. Embora presente no Plano Diretor de 2008, a outorga só poderia ser criada após a aprovação da LOT, o que ocorreu em janeiro do ano passado.   Evento do MDB No primeiro evento público após a reunião do MDB/SC, na qual foi confirmado como único pré-candidato ao governo do Estado pelo partido, Mauro Mariani lembrou da força do Norte na eleição de outros dois governadores emedebistas com origem na região, Pedro Ivo e Luiz Henrique, com elogios ao MDB. “Percorri todos os 295 municípios de Santa Catarina e percebo no olhar de todos os companheiros a vontade de ir pra luta e devolver ao MDB o governo do Estado”, afirmou o deputado, ao lado de Udo Döhler, um pré-candidato que desistiu de concorrer.  A solenidade foi em Joinville, em encontro promovido por Rodrigo Fachini.   Cobrança Em nota, a Associação Joinvilense de Engenheiros Civis, a Ajeci, lamenta a “morosidade” da Prefeitura de Joinville em “tomar uma atitude” em relação aos licenciamentos ambientais, o que estaria travando a cadeia produtiva da construção civil na cidade. Neste momento, após a decisão judicial de suspensão da transferência da tarefa de licenciar do município para o Estado, a Prefeitura está retomando a análise dos licenciamentos ambientais.   Prejuízos “Enquanto as construtoras e empresas não licenciam suas obras, engenheiros, empreiteiros e outros prestadores de serviços estão sem trabalho, demitindo funcionários e trabalhando pressionados por uma economia que ainda não se recuperou”, reclama a Ajeci.   Diárias Ninfo König (PSB) apresentou proposta na Câmara de Joinville para obrigar os vereadores e servidores do Legislativo a devolverem os recursos não utilizados em diárias. Hoje, a diária é utilizada para bancar alimentação e hospedagem e é de R$ 783 para viagens fora do Estado e de R$ 507 dentro de Santa Catarina. Os vereadores só precisam comprovar que viajaram, destino e duração, sem necessidade de detalhar os gastos.    Sempre Mais uma vez, a BR-280 está se transformando em decepção. Apesar do reforço no orçamento da União para permitir a duplicação de trecho em Araquari, inclusive com liberação de empenho para a empresa vencedora da licitação em 2014, as obras ainda não começaram: continua a necessidade de remanejamento de redes de água, gás, entre outras. Nem os seis quilômetros vão sair tão cedo.   Com prazo Em decisão publicada nesta semana, empresa conseguiu liminar na 1ª Vara da Fazenda Pública de Joinville para que seja analisado em até 90 dias pedido de licenciamento ambiental. A alegação judicial foi de que o atraso para a decisão administrativa é “demasiado”, afinal, o pedido foi protocolado em 2015 na Secretaria de Meio Ambiente.    Quem licencia A ação foi apresentada inicialmente contra a então Fatma porque naquele momento a responsabilidade estava com a fundação estadual. Mas após a decisão da Justiça Federal determinando a volta do licenciamento para o município, a ação teve emenda e a secretaria municipal está com a análise.    Grana do porto A comprovação da transferência dos R$ 114 milhões em caixa para a SCPar Porto de São Francisco do Sul levou o Tribunal de Contas do Estado a considerar cumprida a decisão do final do ano passado que impediu o repasse dos recursos da antiga Administração do Porto para as contas do Estado, como pretendia o governo estadual – os recursos seriam usados em melhorias na BR-280 e no pagamento de dívidas da saúde.    Onde fica Além da manifestação contrária do TCE, atendendo a representação da Antaq, a Justiça Federal, logo em seguida, concedeu liminares contra a transferência dos recursos para o caixa do Estado. As alegações foram semelhantes: o dinheiro, vindo de taxas cobradas pelo terminal, deve ser investido no próprio porto.    Duas décadas depois, nova pavimentação Duas décadas depois da entrega da pavimentação do acesso pela BR-280, Balneário Barra do Sul está asfaltando agora a Salinas, via de acesso pelo Itapocu, e, portanto, à BR-101. O acesso pavimentado a mais uma rodovia federal é encarado como um dos principais investimentos para a turismo da cidade litorânea.   Cota 40 Além de lista de todas as áreas acima da cota 40 em Joinville, a Comissão de Legislação da Câmara quer que a Prefeitura informe quais terrenos já contam com licença para passarem por terraplenagem ou mineração. O requerimento é para trazer mais informações sobre o projeto da Prefeitura para liberar o uso das áreas que deixaram ser cota 40 após mineração ou terraplenagem. A proposta volta a ser analisada após o Conselho da Cidade se manifestar sobre emenda do vereador James Schroeder, com previsão de pagamento pelo dono para “reutilizar” a área.   Novo panorama No encontro promovido por Rodrigo Fachini, Udo Döhler fez um histórico de suas duas vitórias na disputa pela Prefeitura de Joinville elogiando o papel do MDB, antes de arrematar: “Não existe mais nenhuma divergência, o MDB está unido”. Assim que encerrou o discurso, o prefeito cumprimentou Mauro Mariani. Pouco antes, Udo garantiu que “MDB unido jamais será vencido”.   Mais um motivo A necessidade de dedicação ao governo por causa de crise econômica e o temor de ruptura no MDB com eventual disputa em convenção ajudaram Eduardo Pinho Moreira a abrir mão de tentar a indicação do partido em favor de Mauro Mariani. Uma pesquisa no MDB, sem resultado divulgado – até porque para consumo interno – também pode ter ajudado.   Leia outras publicações de Saavedra

Continuar lendo

Receita com a Cosip avança 33% em Joinville no ano

Por Saavedra

20/06/2018 - 03h50

O novo modelo de cobrança, baseado no consumo de energia e não mais na extensão frontal do terreno (testada) está alavancando a receita da Cosip em Joinville neste ano, com 33% acima do registrado no ano passado. Até ontem, a contribuição teve receita de R$ 24,4 milhões. A mudança no cálculo da Cosip foi aprovada no ano passado, com entrada em vigor a partir de janeiro de 2018. Para a Prefeitura de Joinville, a arrecadação com a contribuição, mantém o equilíbrio do sistema, isto é, sem déficit ou superávit. O déficit dos últimos anos vinha sendo bancado com recursos acumulados com a própria Cosip em período anterior. Neste momento, a maior parte desse dinheiro é usada na substituição de lâmpadas (e luminárias) com a tecnologia LED. A Cosip também é usada na manutenção e custeio da energia consumida pela iluminação pública – perto de R$ 1,5 milhão mensal.   Esgoto Nas vistorias nos bairros Costa e Silva, Espinheiros e Nova Brasília, a Águas de Joinville encontrou irregularidades nas ligações de esgoto na maioria das fiscalizações realizadas nos últimos 12 meses. Os principais problemas, detectados em 62% dos 3,1 mil imóveis visitados, foram em caixas de gorduras (inexistentes em determinados casos), falta de conexão com a rede de esgoto, rede pluvial (como proveniente da piscina ou de calhas) ligada à rede de esgoto, entre outros.   Na lista Quem não regulariza após notificação pode tomar multa de R$ 343. Nos próximos meses, Saguaçu, Glória e Bom Retiro vão ser fiscalizados – as vistorias vão continuar no Espinheiros e Costa e Silva. A técnica usada pela fiscalização é com fumaça injetada por máquina na caixa de inspeção: a fumaça aponta onde há pontos de ligação irregulares.    Veja também: Pré-candidato Gelson Merisio propõe estadualização do Hospital São José   Contato Mauro Mariani quer conversar logo com várias lideranças de outros partidos. Paulo Bauer é um dos primeiros da lista.     Pré-lançamento Na semana que vem, o PSDB faz evento em Joinville com pré-candidatos, inclusive Bauer.   Leia outras publicações de Saavedra

Continuar lendo
(Divulgação)

Décio Lima, pré-candidato do PT ao governo, aposta em "autofagia" dos adversários

Por Saavedra

19/06/2018 - 05h00

Pré-candidato ao governo do Estado pelo PT, Décio Lima aposta na “autofagia” dos adversários como alavanca para a candidatura petista. “Sem Luiz Henrique, a aliança não consegue se aglutinar porque não tem liderança, nem conteúdo”, diz o deputado federal, em referência ao grupo vitorioso nas últimas disputas em Santa Catarina. O PT, no entendimento de Décio, seria a renovação devido ao fato de jamais ter governado o Estado.   Recuperação O otimismo do deputado com a possibilidade de o PT chegar ao segundo turno é motivada pelas pesquisas que apontam já dois dígitos, patamar inédito, conforme Décio. “Em outras eleições, começamos abaixo disso”.  Décio não nega o desgaste do PT, mas acredita em processo de reversão. “As pessoas estão comparando os governos Lula e Dilma com O atual, agora com milhões de desempregados e endividados. O desgaste está indo para o MDB, PSDB, PSD, PP...”.      Carlito Na passagem por Joinville, Décio citou Carlito Merss, hoje como pré-candidato a deputado estadual, como um dos cotados para concorrer a vice. O ex-prefeito de Joinville foi assessor parlamentar do deputado. Defensor de alianças, Décio acha que os apoios devem ser buscados no segundo turno porque no primeiro o quadro será fragmentado, com várias candidaturas.    No Esporte A saída de Douglas Strelow da Secretaria de Esportes, a pedido dele, deixa Fernando Krelling (MDB) mais fortalecido no governo Udo: o substituto é Amarildo João, servidor de carreira, ocupante de gerência também na gestão do hoje vereador na então Fesporte.    Castramóvel Tânia Larson (SD) propôs ontem na Câmara de Joinville uma unidade móvel para castração de cães e gatos pelos bairros da cidade. O castramóvel seria mantido pela Prefeitura, com chance de parcerias. O projeto da vereadora não tem prazo para ser votado.   Adutora na galeria A manutenção da adutora nesse ponto da rua Itajaí, no Centro de Joinville, deixou parte da cidade sem água ontem por causa do desligamento da estação do Cubatão. A tubulação abastece a zona Sul. A adutora ganhou revestimento extra como forma de reforçar a proteção. Na foto, a rede atravessa a galeria de concreto instalada por causa da macrodrenagem do rio Mathias.    Queixa Pelas redes sociais, Davy Lincoln Rocha usou a obra de drenagem do rio Mathias no trecho das ruas Fernando de Noronha e Jacob Eisenhut para lembrar do “Buracoville” – em 2011, artigo publicado por ele provocou polêmica por causa do uso da denominação.  Davy se queixa do atraso na macrodrenagem, além do péssimo estado de conservação do canteiro de obras. “Uma obra totalmente largada, sem segurança, uma obra que não acaba, um abre e fecha sem fim”.   Sem volta da negociação Na greve do ano passado, Prefeitura de Joinville e Sindicato dos Servidores se reuniram no primeiro dia e o acordo foi selado, com a assembleia ratificando a posição da categoria no dia seguinte. Na paralisação de agora, com os ânimos mais acirrados, não há nenhuma rodada de negociação marcada – o que não impede, no entanto, de os dois lados se encontrarem a qualquer momento.     As posições O sindicato alegou ontem que os servidores não devem se intimidar com “ameaças” de chefias. Além das demandas salariais – está sendo mantida a cobrança do ganho real de 5% e do vale-alimentação, além do 1,69% da inflação, o Sinsej cobra a volta da licença-prêmio, possibilidade de venda do terço de férias, abono natalino e cesta de Natal. A Prefeitura alega que a “baixa” adesão à greve mostra que a decisão pela greve não é acompanhada pela maioria da categoria. A oferta do município é conceder a inflação a partir de agosto (a data-base é maio) e elevar o vale-alimentação de R$ 296 para R$ 310.   Câmeras A Secretaria de Estado de Segurança Pública assina hoje termo de cooperação para compartilhamento de imagens de câmeras privadas, em um lote de quase 3 mil aparelhos. O secretário Alceu de Oliveira Pinto Júnior terá também reunião de trabalho com comandantes locais da PM. Também está prevista a divulgação de estatísticas sobre segurança pública.    Escape A área de escape instalada na BR-376, na Serra do Mar, em continuação da BR-101, já foi utilizada por 198 caminhões e cinco ônibus desde 2011, conforme relatou a Autopista ontem na Câmara de Joinville. O espaço, com caixa de brita, foi criado para evitar acidentes.    Aéreo O uso de drones está em estudo pela polícia, conforme informou ontem a Secretaria de Estado de Segurança.   Para bikes No novo modelo de estacionamento rotativo de Joinville, haverá vagas disponíveis para bicicletas, sem cobrança. A licitação deve ser lançada em julho.    Em Joinville Mariani e Udo se encontrariam em evento de Fachini na noite de ontem.   Leia outras publicações de Saavedra

Continuar lendo
(Leo Munhoz, Diário Catarinense)

Pinho surpreende, e MDB terá Mariani como candidato

Por Saavedra

19/06/2018 - 04h55

Poucos minutos antes do início da reunião do MDB/SC na manhã de ontem, Eduardo Pinho Moreira antecipou a Mauro Mariani sua decisão sobre a eleição, abrindo mão da candidatura e deixando aberto o caminho para o deputado concorrer. De certa forma, Mariani sonhava com essa oportunidade há mais de dez anos, desde quando foi convencido por Luiz Henrique da Silveira a transferir o título eleitoral para Joinville, uma forma de tentar “voos mais altos”. Pelo jeito, agora só falta confirmar o nome na convenção. Na eleição de 2014, ele colocou seu nome à disposição, mas o MDB preferiu apoiar a reeleição de Raimundo Colombo. Mariani admite que a decisão do governador pegou todos de surpresa. “Ele alegou incompatibilidade entre as agendas de governador e de candidato”, relata o deputado, citando a gravidade das finanças do Estado. “A situação está muito difícil”, diz. A busca de alianças é a prioridade do emedebista a partir de agora. “Legitimado (como único pré-candidato), posso avançar nas conversas com os demais partidos, respeitando o tempo de cada um, com paciência”, afirma. Mariani estuda a possibilidade de se licenciar na Câmara dos Deputados.   O improvável consenso A decisão de Eduardo Pinho Moreira surpreendeu porque o próprio governador não descartava seu nome e, até então, não atendia aos apelos de Mauro para definição logo do nome, com ou sem prévias. O enfrentamento entre os dois, seja em consulta agora aos delegados ou na convenção do início de agosto, era dado como certo.  Mas o improvável consenso prevaleceu.   Fake? Teve gente no governo Udo achando que a notícia de Eduardo Pinho Moreira ter aberto mão da disputa pelo governo do Estado em favor de Mauro Mariani seria “fake news”, tamanha a surpresa. Seja como for, agora o prefeito está pronto para se manifestar sobre a eleição: Udo dizia que não precisava se manifestar porque o MDB chegaria a um consenso e ele apoiaria o nome escolhido. Udo não citava nomes, mas sua preferência era por Eduardo Pinho Moreira, com quem tem mais afinidade política. Agora, é a vez de se entender com o deputado.   Leia outras publicações de Saavedra

Continuar lendo
Rua Plácido Olímpio de Oliveira é uma das vias que receberão vagas de estacionamento (Salmo Duarte, BD, 5/3/2018)

Novo estacionamento rotativo avança para América, Anita e Bucarein

Por Saavedra

18/06/2018 - 04h55

A expansão pelos bairros Anita Garibaldi, América e Bucarein é uma das principais novidades do novo modelo de estacionamento rotativo previsto pela Prefeitura de Joinville. A minuta foi divulgada na semana passada, com apresentação em audiência pública prevista para o  dia 28 e lançamento da licitação em julho, com entrada em operação até o final do ano.  O sistema de locação de vagas está suspenso desde 2013, quando a licitação foi cancelada pelo município. Até então, eram oferecidas em torno de 1,6 mil vagas – a variação ocorria devido à implantação dos corredores de ônibus, com consequente redução de vagas de estacionamento. Agora, o rotativo vai largar com 2,1 mil vagas em um primeiro momento (implantação em até 90 dias desde a assinatura do contrato) e mais 1,1 mil mais adiante (até 24 meses depois). Na fase 1, as vagas a fazerem parte do rotativo têm localização semelhante àquela adotada até 2013, concentrada na área central. É na fase 2, de até dois anos de instalação,  que aparecem as novidades. Na avenida Hermann Lepper, principalmente no trecho do Fórum e Câmara, estão previstas 164 vagas. Como há previsão de corredor de ônibus na via, será um desafio encontrar espaço para estacionar naquele local de grande movimentação.    Mais ruas incluídas Outra rua “nova” é a Conselheiro Arp, com 57 vagas. No Anita Garibaldi, vias até então fora do rotativo estão contempladas, como Plácido Olímpio de Oliveira, Eugênio Moreira, Valgas Neves, Miguel Couto, entre outras. No entorno do colégio Germano Timm, no América, estão mapeadas as ruas Eduardo Krisch e Vargeão. Ainda no bairro, aparece a Timbó. Para a região do Bucarein, foram incluídas a Santos, Rio do Sul, Ministro Calógeras (um trecho fica no Bucarein), entre outras.    Nova forma de remuneração Outra mudança em relação ao modelo antigo está na forma de remuneração da Prefeitura: em vez de ganhar um valor fixo por vaga, a ser pago pela empresa vencedora da licitação, o município terá direito a 20% do faturamento bruto. O preço máximo da tarifa será de R$ 3,50 – ganha a empresa que oferecer o valor mais baixo.   Receita A estimativa de receita bruta com o estacionamento rotativo é de R$ 351 milhões em 20 anos, com receita anual perto de R$ 18 milhões. Só que essa projeção tem a tarifa máxima, de R$ 3,50, como base de cálculo. Como esse valor deve cair na licitação, consequentemente a receita será menor.   Leia outras publicações de Saavedra

Continuar lendo
(Salmo Duarte, A Notícia)

Sem previsão para grandes obras viárias em Joinville

Por Saavedra

16/06/2018 - 04h20

Entregue a duplicação da avenida Santos Dumont, de acesso ao aeroporto, Joinville não tem nenhuma grande obra viária prevista a curto ou médio prazo: há construções encaminhadas, mas por diferentes motivos, dificilmente iniciam em 2018. Não há garantia nem para 2019. Após a inauguração da Santos Dumont e do elevado da avenida com a rua Tuiuti, um investimento de R$ 85 milhões do governo do Estado, o plano era “continuar” a duplicação em direção à BR-101. Estimada em R$ 50 milhões, a obra em 5,7 quilômetros de rodovias estaduais teve até licitação lançada no ano passado. Só que ainda não concluída porque o governo estadual alega não ter fonte para bancar os recursos. É uma via de acesso ao Distrito Industrial, com ampliação cobrada desde a década passada por empresários. Também via de escoamento da produção industrial, trecho da Rua Dona Francisca teve campanha de duplicação em passado recente, mas, sem resultado, praticamente caiu no esquecimento – tem apenas projeto pronto. A principal obra viária pretendida pela prefeitura de Joinville ainda é a ponte entre as zonas Sul e Leste (bairros Boa Vista e Adhemar Garcia). Prometida na campanha de 2012, com plano de ficar pronta em 2015, a ponte não tem data nem para ser licitada. Somente em 2016 foi encontrada uma fonte de financiamento, o fundo Fonplata. No ano passado, a Secretaria de Tesouro Nacional passou a analisar a autorização dos US$ 40 milhões. Ainda que a documentação seja liberada agora, falta o licenciamento ambiental em uma área sensível. Não começa nem em 2019. As demais pontes pretendidas, de menor porte, estão previstas em empréstimo do PAC da Mobilidade, sem previsão nem de licitação. Há cobranças por novo contorno na BR-101, mas sem a previsão contratual com a concessionária do pedágio, é improvável mesmo a médio prazo. Há um financiamento de R$ 61 milhões para Prefeitura de Joinville, já liberado pelo Banco do Brasil. Mas será usado principalmente em recapes, não prevê obra de maior porte. Portanto, a duplicação da Santos Dumont permanecerá por anos como a última grande obra viária entregue em Joinville.   Leia outras publicações de Saavedra

Continuar lendo
(Divulgação)

Sindicato dos Servidores critica o que considera “sistema clientelista” na prefeitura

Por Saavedra

15/06/2018 - 05h25

  Em texto duro, o Sindicato dos Servidores de Joinville voltou a criticar o que considera “sistema clientelista” na Prefeitura, mantido pela atual administração, no entendimento do Sinsej. Os alvos foram os comissionados, com repulsa ao triênio pago aos ocupantes de cargos de confiança, com 6% a mais a cada três anos de serviço, um benefício criado em governos anteriores. Há queixa de que um temporário não pode contar o período de trabalho nessa condição se vier a ser aprovado em concurso, para contagem de tempo de serviço – mas comissionados têm o direito.   Gratificação Também foi questionado o adicional por tempo de chefia, gratificação paga aos servidores que ocuparam cargos de chefia, sendo incorporada proporcionalmente ao salário mesmo quando o funcionário deixou o cargo, inclusive com pagamento durante a aposentadoria. O Sinsej reclamou ainda de transferências “arbitrárias” de servidores autores de denúncias, como falta de medicamentos, insumos etc.    Pode ter greve Em novo dia de paralisação, os servidores municipais de Joinville podem decretar greve hoje, em assembleia marcada para a manhã. A categoria quer a reposição pela inflação (1,69%) já na data-base (maio, pagamento seria retroativo) e 5% de ganho real. A Prefeitura quer dar a inflação, a partir de agosto, No ano passado, a greve por causa da reposição salarial durou 36 horas.    Varas O Ministério Público de Santa Catarina quer a criação de mais duas promotorias de justiça em Joinville. O projeto está em análise na Assembleia Legislativa e deverá ser votado logo. As duas estruturas abrem vaga para dois promotores e quatro assistentes. Quando as duas unidades estiverem instaladas, serão 23 promotorias em Joinville. Também foi apresentado projeto na Assembleia para criar uma segunda promotoria em Itapoá.    No ônibus Cidadã que se feriu em 2011 ao cair dentro de ônibus após trancar o pé em chapa solta no piso terá direito a indenização de R$ 5 mil, a ser paga por empresa do transporte coletivo. Na defesa, a concessionária alegou que a queda teria sido motivada ao subir na escada do veículo, sem falha na manutenção. A decisão pode ter recurso.   Do PSL O pré-candidato ao Senado pelo PSL, Lucas Esmeraldino, participa hoje da posse da nova executiva do partido em Joinville, a ser comandada pelo empresário Derian Campos. Por enquanto, Lucas é o único nome do partido de Jair Bolsonaro para a disputa majoritária. Sem candidato próprio a governador, Bolsonaro pode vir a ser apoiado por postulantes ao governo do Estado de outras siglas. Em Joinville, no entanto, há movimentos para tentar lançar um candidato a governador.    Dúvida Depois de quase um mês, apareceu ontem um pedido de informação da Câmara de Joinville enviado à Prefeitura. Wilson Paraíba (PSB) pergunta quais providências são tomadas pelo município se um paciente morre em atendimento em outra cidade porque Joinville não tinha leitos. As dúvidas são sobre o traslado do corpo. Horas depois Na próxima segunda, Rodrigo Fachini faz encontro com aliados em Joinville, em evento no início da noite. Fachini é pré-candidato a deputado estadual. O encontro será realizado poucas horas depois da reunião da executiva do MDB/SC, na qual é esperada que saia alguma definição sobre como o partido escolherá quem concorre a governador, entre Eduardo Pinho Moreira e Mauro Mariani. Aliado de Fachini, é possível que Mauro tenha anúncios a fazer no evento do vereador.    Impacto na gasolina O novo valor da gasolina para o cálculo do ICMS deverá impactar no preço do combustível a partir de sábado em Santa Catarina. Pela publicado no “Diário Oficial da União” na quarta, o valor do litro da gasolina comum passa para R$ 4,12. Esse valor será a referência (base de cálculo) para a cobrança do ICMS – não é o valor pago pelos postos junto às distribuidoras. Dessa forma, os revendedores vão pagar cinco centavos a mais de imposto. O repasse para o consumidor, se integral ou parcial, depende de cada posto.   Pesquisa de preço médio A alteração foi reproduzida ontem pelo site do Sindipetro/SC. Até agora, Santa Catarina tinha o valor mais baixo, entre os Estados, de base de cálculo para o ICMS da gasolina comum. Os valores da referência para cobrança do imposto são definidos com base em pesquisa dos preços médios já praticados em cada Estado.    Cota 40 Citada como uma das áreas que deixaram de ser cota 40 após mineração e terraplenagem, terreno na avenida Santa Catarina (na esquina com a rua Roberto Lehm, no Floresta, zona Sul de Joinville), motivou abertura de inquérito civil pelo MP em abril, com tramitação ainda em andamento. A 21ª Promotoria de Justiça de Joinville está buscando informações sobre as intervenções feitas no terreno, no passado.     Mais áreas O levantamento da Prefeitura de Joinville foi feito para avaliar áreas  que deixaram de ter porção acima de 40 metros de altura após passarem por mineração ou terraplenagem. Se projeto do Executivo em análise na Câmara de Joinville for aprovado, tais áreas poderão ser reutilizadas para outros usos, como moradias e instalação de empresas, por exemplo, caso o zoneamento vizinho permita. Além do terreno na Santa Catarina, foram mapeadas áreas no Costa e Silva, Nova Brasília, Boehmervald, Vila Nova, Saguaçu, entre outras. Áreas que vierem a ser mineradas também poderão ser reclassificadas.    De volta Na primeira fase do estacionamento rotativo, ainda a ser retomado, serão instalados 67 parquímetros. Na etapa seguinte, mais 28 desses equipamentos. A licitação deve sair em julho.   Leia outras publicações de Saavedra

Continuar lendo
Exibir mais
Jefferson Saavedra

Saavedra

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Florianópolis
© 2017 NSC Comunicação
Florianópolis
© 2017 NSC Comunicação