A prefeitura de Joinville vai antecipar o binário integral da avenida Procópio Gomes com a rua Urussanga. No mês passado, o binário foi implantado de forma parcial, com adoção de trecho de mão única na Urussanga. O planejamento do município era instalação de binário completo somente no segundo semestre, quando as pontes das ruas Aubé e da Nacar ficarão prontas.

Continua depois da publicidade

Entre na comunidade do WhatsApp de Colunistas do NSC Total

No entanto, como a mudança parcial motivou críticas, principalmente por quem se desloca no sentido Centro-bairro e perdeu a opção de usar a Urussanga no sentido para a zona Sul, a prefeitura resolveu antecipar o binário, antes das pontes ficarem prontas. Os trabalhos estão começando nesta semana. O novo binário deve ser concluído em julho.

No momento da conclusão, todas as pistas da avenida Procópio Gomes vão fazer o sentido em direção à zona Sul, enquanto que a rua Urussanga fará o sentido próprio. As mudanças serão realizadas com contratos em andamento e equipes próprias, sem necessidade de novas licitações. A Procópio vai ganhar corredor de ônibus, com parte dos pontos de embarque e desembarque em locais onde hoje é o canteiro central – a ser transformado em calçada mais larga nesses locais. A instalação desses pontos será próxima dos semáforos.

A proposta foi apresentada pelas secretarias de Infraestrutura, de Pesquisa e Planejamento Urbano e de Proteção Civil e Segurança em reunião da Comissão de Urbanismo da Câmara. A comissão realizou a reunião por causa das queixas de motoristas em relação às mudanças do mês passado.

Continua depois da publicidade

VÍDEO: O que está previsto para o Palácio das Orquídeas, em Joinville

Três rodovias em SC terão investimentos de R$ 194 milhões

MP quer saber quais medidas de segurança serão tomadas em rodovia de Joinville

Joinville mapeada para próximo ato de Bolsonaro

Venda em leilão “salva” prédio histórico de Joinville de ficar vazio

Joinville planeja monumento de 14 metros de altura em acesso à cidade

Obra milionária de prevenção de cheias em Joinville esbarra em “trauma” do passado

Destaques do NSC Total