nsc
nsc

Legislativo

Câmara de Joinville aprova projeto que proíbe linguagem neutra

Compartilhe

Saavedra
Por Saavedra
24/11/2021 - 07h18
Primeira votação do projeto foi realizada na sessão desta terça-feira
Primeira votação do projeto foi realizada na sessão desta terça-feira (Foto: Mauro Schlieck, CVJ, Divulgação)

No final da sessão desta terça-feira, a Câmara de Joinville aprovou o projeto de proibição de uso da linguagem neutra em escolas municipais, prefeitura e Câmara, ou seja, no poder público municipal. A proposta do vereador Wilian Tonezi (Patriota) terá a segunda votação na próxima semana. Na votação de ontem, apenas Ana Lucia Martins (PT) foi contra.

> Câmara de Joinville vai ouvir prefeitura sobre obra

​> Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

O projeto, apresentado em junho, consiste em proibir a “inovação” de usar formas de flexão de gênero que “contrariem as regras gramaticais”. A vedação vale para ambientes de ensino e educação. A restrição se estende também para documentos oficiais e concursos públicos municipais.

Na justificativa, o vereador Tonezi considerou a utilização da linguagem neutra como “afronta” à língua portuguesa. Além da segunda votação, o projeto precisa ser sancionado pela prefeitura de Joinville para se transformar em lei.

> Plano mais antigo, robôs viram urgência para perícia em galerias de Joinville

> ​Prefeitura de Joinville quer avaliação estrutural em área do acidente

> ​Polícia Civil investiga causas do acidente no evento do Natal de Joinville

Jefferson Saavedra

Colunista

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

siga Saavedra

Jefferson Saavedra

Colunista

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

siga Saavedra

Mais colunistas

    Mais colunistas