nsc
    nsc

    Inclusão

    Conselho dos Direitos da Pessoa com Deficiência é favorável a projetos em análise na Câmara de Joinville

    Compartilhe

    Saavedra
    Por Saavedra
    21/10/2019 - 14h00
    (Foto: arquivo AN)
    (Foto: arquivo AN)

    O Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Comde) se manifestou favorável a projetos em análise na Câmara de Joinville. Um deles prevê presença de intérprete de Libras em eventos públicos oficiais a cidade. Outra proposta é de oferta de carrinhos de compras adaptados para pessoas com deficiência em supermercados, shoppings e similares. Tem também projeto para ter banheiros químicos adaptados em eventos públicos de Joinville e criação de cartão de identificação para pessoas com transtorno de espectro autista.

    Avaliação da iluminação

    Nesta semana, o Tribunal de Contas do Estado deve se manifestar sobre auditoria do sistema de iluminação pública de Joinville. O procedimento, para avaliar a prestação de serviço desde 2014, foi iniciado em 2016. Na auditoria no contrato anterior, iniciado em 2003, foram apontadas irregularidades, como utilização de reatores diferentes dos contratados e aditivos não formalizados, por exemplo.

    Nome da arena

    Assim como aconteceu logo depois da morte de Luiz Henrique, já apareceu projeto para dar o nome de Marco Tebaldi para a Arena Joinville. A proposta partiu de Odir Nunes. Em 2015, a proposta apresentada por 15 (sim, quinze) vereadores era de batizar o estádio com o nome Arena Governador Luiz Henrique da Silveira. O projeto não foi adiante e nem chegou a ser votado.

    Volta da metropolitana

    Até agora, não foi atendido o pedido do governo Udo para o governo Carlos Moisés reapresentar o projeto de criação de região metropolitana de Joinville. No ano passado, a proposta foi retirada da Assembleia por causa de movimento liderado pelo prefeito de Joinville, insatisfeito com determinadas regras do projeto. Agora, a Prefeitura quer a retomada do projeto.

    Encontro

    Udo Döhler, Rodrigo Coelho e Fernando Krelling trocaram palavras durante o Stammtisch de Joinville, no sábado. Mas foram cumprimentos, a a conversa não se estendeu.

    Prazo

    A requalificação da rua Albano Schmidt, com edital já lançado, exigirá paciência dos usuários: a execução da obra tem previsão de durar 30 meses. Ou seja, dois anos e meio.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas