nsc
    nsc

    Segundo turno

    Experiência, Udo, mudança, bairros, sem alianças, nova política: como foi a volta do horário eleitoral em Joinville

    Compartilhe

    Saavedra
    Por Saavedra
    20/11/2020 - 13h06
    Darci de Matos e Adriano Silva disputam segundo turno em Joinville
    Darci de Matos e Adriano Silva disputam segundo turno em Joinville (Foto: NSC Total)

    Na estreia do horário eleitoral em segundo turno em Joinville, Adriano Silva (Novo) e Darci de Matos (PSD) resumiram as estratégias para a reta final da eleição em Joinville, com os dois candidatos ressaltando ser a “mudança” e abordando comparações com o adversário, em maior ou menor grau. Darci teve 25,3% dos votos no primeiro turno, com Adriano chegando a 22,9%. A nova votação será no dia 29 de novembro.

    > Em site especial, saiba tudo sobre as eleições 2020

    > Segundo turno das Eleições 2020: data, prazos e calendário eleitoral

    > Darci de Matos e Adriano Silva falam sobre propostas se eleitos no segundo turno em Joinville

    Darci abriu seu programa na TV com críticas mais diretas ao concorrente, apontando o que considera semelhanças de Adriano com Udo Döhler: o foco ficou na experiência, com o candidato do PSD apresentando todas as funções públicas exercidas até agora (Adriano disputa uma eleição pela primeira vez), além de saber os caminhos, segundo ele, para trazer recursos públicos para Joinville.

    Como sempre faz nas campanhas pela prefeitura, Darci não deixou de citar sua origem. As condições de conhecer os “dois lados” da cidade e “cada bairro” e representar a mudança em relação a um “mesmo grupo de poder” também foram ressaltados pelo candidato. Pelas manifestações até agora de Darci, o conteúdo dos próximos programas deve ser mais contundente.

    Com muito mais tempo em relação ao primeiro turno – agora são cinco minutos para cada candidato; antes o Novo teve 13 segundos – Adriano abordou sua trajetória, incluindo a participação da família e as atividades como voluntário nos bombeiros, condição pela qual conseguiu “conhecer os bairros” e também o atendimento em saúde.

    Na apresentação como empresário, o candidato do Novo citou a passagem por diferentes cargos na empresa da família até chegar à presidência. O programa na TV também não deixou de apontar Adriano como a “mudança”, a “política diferente”, sem coligações, o “chega de políticos profissionais”. Em eleições de segundo turno, a linha dos programas de TV e rádio depende também do que o adversário mostra, mas a estratégia de Adriano não deverá apresentar alterações significativas em relação ao mostrado nesta sexta, no bloco das 13h.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas