O aumento no número de candidatos em Joinville se repetiu entre as candidaturas femininas nas eleições 2020. Pela primeira vez, serão duas mulheres concorrendo à prefeitura. Mayara Colzani disputa o cargo pelo PSOL e Tânia Eberhardt é o nome do Cidadania. São também cinco inscritas para o cargo de vice-prefeita, em outra situação inédita. A disputa pela Câmara de Vereadores não será diferente: também terá recorde.

Continua depois da publicidade

> Em site especial, saiba tudo sobre as Eleições 2020 em SC

> “A justiça eleitoral tem movido montanhas para essas eleições”, diz presidente do TRE-SC

Nas eleições de 2016, foram 122 mulheres concorrendo a uma vaga no Legislativo, com a eleição de Ana Rita Hermes e Tânia Larson. Dois anos depois, com a vitória de Rodrigo Coelho para a Câmara dos Deputados, a suplente Iracema Bento foi efetivada . Nesta eleição de 2020, houve o cadastro de 177 mulheres para concorrer à Câmara de Vereadores. Agora, os nomes vão passar pela homologação das candidaturas. Assim como ocorreu há quatro anos, as mulheres representam 31% das candidaturas em Joinville.

O Cidadania tem o maior número, dez, de candidatas registradas. PT, MDB, PSL, PL, DEM, PMB, PSDB, Patriota e PSD têm nove, cada. Os demais partidos inscreverem um número menor. No conjunto de candidaturas a vereador, a quantidade passou de 393 para 564 entre 2016 e 2020. A proibição de coligações na eleição para vereadores incentivou o maior número de candidaturas.

Continua depois da publicidade

MAIORIA DO ELEITORADO

Nas eleições 2020, as mulheres mantêm a maioria entre o eleitorado de Joinville, ainda que em proporção menor em relação à disputa passada, em 2016. A parcela feminina entre os eleitores da cidade é de 51,9%, ligeiramente menor do que há quatro anos, quando chegou a 52,2%. Dessa forma, neste ano, são 15,5 mil mulheres a mais do que homens entre os aptos a votar em novembro.

Em eleições municipais, Joinville tem maioria feminina desde 2000. Nas quatro disputas seguintes, a proporção foi crescendo até 2016. Agora, a proporção apresentou leve queda, ainda que esteja mantida a maioria das mulheres. Joinville inclusive apresenta parcela de eleitorado feminino superior à de Santa Catarina, onde 51,6% dos votantes são mulheres.

Destaques do NSC Total