Depois do Caminho Curto, agora foi a vez da comunidade Ribeirão do Cubatão receber a certificação de remanescente de quilombola. A portaria foi publicada nesta semana pela Fundação Cultural Palmares, mantida pelo governo federal e responsável pelo reconhecimento dos quilombolas.

Continua depois da publicidade

Assim como o Caminho Curto, o Ribeirão do Cubatão fica em Pirabeiraba. Com a certificação, as comunidades passam a ter acesso aos programas sociais do governo federal, além de ser permitir, se for o caso, a regularização fundiária junto ao Incra. Na região de Joinville, as comunidades Tapera, em São Francisco do Sul, e Itapocu (Araquari) também já foram certificadas pela fundação.

A Defensoria Pública da União tem atuado nos trâmites administrativos para o reconhecimento dos remanescentes de quilombolas. No caso da comunidade do Ribeirão do Cubatão, houve também participação da Gerência Regional de Educação.

Continua depois da publicidade

Destaques do NSC Total