nsc
    nsc

    SEM PLACAS DE AVISO

    Interditado desde 2014, mirante do Finder ainda não tem prazo para a recuperação

    Compartilhe

    Saavedra
    Por Saavedra
    02/03/2020 - 16h11
    Em 2015, não apareceram empresas interessadas na licitação para a reforma do mirante do Finder (foto: Arquivo Pessoal)
    Em 2015, não apareceram empresas interessadas na licitação para a reforma do mirante do Finder (foto: Arquivo Pessoal)

    Interditado desde 2014, o mirante do morro do Finder não tem prazo para a reconstrução e nem conta mais com as placas de interdição – o material instalado anteriormente foi alvo de vandalismo. Os demais espaços do parque ecológico da região Norte de Joinville estão liberados para a visitação.

    O alerta sobre a falta de aviso sobre a interdição foi feita por leitor após visita no final de semana, impressionado com a precariedade da estrutura. O temor é de acidente semelhante ao ocorrido na Vigorelli, onde trapiche interditado desabou, deixando cinco pessoas feridas. As novas placas dependem de licitação. Em 2015, a Prefeitura de Joinville abriu licitação para a reconstrução da estrutura, mas não aparecerem empresas interessadas. Agora, não há previsão de novo edital. A interdição ocorreu por causa do desgaste natural da madeira.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas