A prefeitura de Joinville começa nesta semana a tentar descobrir se há interesse do mercado na concessão da Arena Joinville. Nesta terça, será aberto o período de reuniões para a apresentação de propostas de interessados em assumir a gestão do complexo. O prazo para os encontros se estende até o dia 24. A sondagem poderá não ser decisiva, mas ajudará a medir se a concessão atrai o mercado. O convite é para a apresentação de propostas para os “serviços de reforma, ampliação, modernização, gestão, operação e manutenção do complexo”.

Continua depois da publicidade

A modalidade para testar a Arena é de sondagem de mercado, um formato bastante preliminar e, nesse caso, baseado em reuniões para a prefeitura ouvir propostas de eventuais interessados. No caso da Cidadela Cultural e do Centreventos, a opção foi por manifestação de interesse, no qual interessados se habilitam e, em uma vez qualificados, podem apresentar propostas de modelos de negócio.

As propostas apresentadas na sondagem serão analisadas pela prefeitura, sem qualquer compromisso de que venham a ser adotadas. Não há nenhuma previsão de abertura de edital de concessão, caso seja essa a opção tomada. A eventual concessão da Arena é baseada em estádios de São Paulo, como Allianz Parque e Pacaembu, com busca de outras fontes de receita além do futebol. Na Arena, mesmo que saia a concessão, o contrato de cessão parcial ao Joinville Esporte Clube será mantido, sem alterações. A atual cessão tem duração até 2029.

Destaques do NSC Total