O impasse sobre os contratos poderá afetar o cronograma de duas obras viárias em Joinville, em investimento de R$ 21 milhões, somados: a empreiteira busca o reequilíbrio financeiro das obras de asfaltamento da rua Copacabana e de um conjunto de sete vias no bairro Aventureiro. A prefeitura está analisando a solicitação. Por outro entrave anterior, na Justiça, as obras começaram com atraso. Agora, estão praticamente paralisadas.

Continua depois da publicidade

> Painel em Joinville com candidatos tem entrega de listas de demandas

> ​Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

O asfaltamento da Copacabana e de vias no entorno foi licitado no final de 2020. No entanto, as obras só começaram em março de 2022 porque houve disputa judicial: a segunda colocada na concorrência ganhou o direito de executar a obra porque a vencedora havia sido punida pela Águas de Joinville por outro contrato – dessa forma, a empresa não poderia participar de licitações municipais (o prazo da penalidade já se encerrou).

As obras do eixo Copacabana, com contrato de R$ 10,4 milhões, começaram pelas ruas Sorocaba e Francisco Alves. Mas pararam em agosto, com alegação de construção de caixa de drenagem, com peças sendo montadas em outro local. A expectativa da Secretaria de Infraestrutura era de montagem de caixa ainda na primeira quinzena de setembro. O prazo não foi cumprido e a obra segue com 13% de execução, mesmo patamar do mês passado – os trabalhos que estão sendo executadas é de instalação de novas redes de água, em outro contrato (da Águas de Joinville).

Continua depois da publicidade

A empreiteira quer o reequilíbrio do contrato alegando alta dos insumos, como o cimento asfáltico. A mesma situação se repete no asfaltamento das sete ruas no Aventureiro. As obras foram realizadas na rua Helena Casagrande e precisam ser concluídas nas ruas Dilma Garcia, Emília Denke, Guaíra, Otto Petersen, Realcy Silveira e São Januário. O contrato é de R$ 10,6 milhões. O asfaltamento também atrasou porque houve a disputa judicial sobre a execução das obras, como no caso da Copacabana.

> Inédita licitação dos ônibus em Joinville pode ser lançada em três meses

> Projeto de reforma de ginásio em Joinville terá de apontar se quadra pode ser maior

> Rede municipal de Joinville tem queda nas médias do Ideb

> Duplicação de rodovia no Norte de SC tem novo edital

> Justiça mantém interdição e Museu do Mar vai continuar fechado

> Redução de votos brancos e nulos é alvo de campanha de entidades em Joinville

Destaques do NSC Total