nsc
nsc

Segurança

Polícia Civil estuda criar mais delegacias especializadas em Joinville

Compartilhe

Saavedra
Por Saavedra
26/11/2018 - 07h00
Delegacia de Homicídios foi criada em 2016 em Joinville
Crédito: Maykon Lammerhirt/ Jornal A Notícia

A Polícia Civil está desenhando um modelo de atuação mais especializada em Joinville, com foco na investigação. O pretendido novo formato de distribuição das delegacias está sendo divulgado pela delegada regional Tânia Harada em encontros como entidades, como o realizado na semana passada na Acij. 

— Queremos otimizar recursos e pessoas, além de promover integração das equipes — diz.

Hoje, a Polícia Civil mantém seis delegacias de bairro em Joinville. A proposta é reduzir a estrutura para três complexos, a serem instalados nas regiões Norte e Sul e em Pirabeiraba. Fechamento de delegacias sempre enfrenta resistências na comunidade, em boa parte pela "sensação de segurança" provocada pela proximidade com uma estrutura policial. 

A delegada Tânia reforça que o atendimento continuará sendo feito, ainda em número menor de delegacias.  A delegada regional cita a necessidade de investir mais em investigação, citando, como exemplo, a maior eficiência na identificação de autoria de assassinatos com a criação de Delegacia de Homicídios. 

— A investigação hoje é feita com mais eficiência do que quando era diluída — alega. 

Onde muda nas delegacias de Joinville

No novo modelo, a Central de Polícia, instalada no Boa Vista, é mantida. A grande transformação é nas especializadas. Hoje, Joinville tem cinco dessas estruturas de atuação específica. No futuro formato, quatro dessas cinco especializadas são mantidas, com exceção da Divisão de Investigação Criminal, que terá suas funções desbobradas em outras especialzadas. 

A medida mais prioritária na área especializada é a criação da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos e Desvios de Cargas. Os furtos de veículos e assaltos contra motoristas, ainda que tenham caído neste ano, são modalidades de crimes de elevada incidência em Joinville. Todas as especializadas funcionariam no mesmo prédio. Para atender ao novo organograma, seria preciso em torno de 50 novos policiais.

 

Como é:

1 Homicídios

2 Divisão de Investigação Criminal      

3 Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso   

4 Central de Boletins de Ocorrência

5 Crimes Ambientais 

 

Modelo em estudo:

1 Homicídios

2 Divisão de Investigação Criminal      

3 Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso   

4 Central de Boletins de Ocorrência

5 Crimes Ambientais 

6 Combate às Drogas

7 Trânsito

8 Furtos e Roubos de Veículos

9 Crimes Cibernéticos e Fraudes

10 Crimes contra Patrimônio Público

Jefferson Saavedra

Colunista

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

siga Saavedra

Jefferson Saavedra

Colunista

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

siga Saavedra

Mais colunistas

    Mais colunistas