nsc
    nsc

    AVALIAÇÃO DE RISCO

    Redução em internações não tira Joinville e região de situação “gravíssima”; flexibilização continua

    Compartilhe

    Saavedra
    Por Saavedra
    02/09/2020 - 14h39
    Demanda por internações hospitalares por causa da Covid-19 caiu nos últimos dias em Joinville
    Demanda por internações hospitalares por causa da Covid-19 caiu nos últimos dias em Joinville (Foto: Divulgação)

    Apesar da redução nas internações hospitalares, Joinville e região continuam em situação “gravíssima” na avaliação de risco da pandemia. A atualização semanal foi feita nesta quarta-feira pelo governo do Estado. A classificação em patamar mais elevado de gravidade não muda os planos da prefeitura de Joinville de ampliar a flexibilização das restrições em setembro. Os ônibus voltaram na terça-feira, o isolamento domiciliar dos idosos será revisto e mais de um familiar poderá acessar supermercados e shoppings ao mesmo tempo a partir da próxima semana.

    > ​Quer receber notícias de Joinville e Norte de SC por WhatsApp? Clique aqui e entre no grupo do A Notícia

    > Na próxima semana, Joinville libera acesso de mais de um familiar aos estabelecimentos

    No boletim municipal da Covid-19 divulgado nesta terça-feira, Joinville tinha 130 internados por causa da doença nas redes pública e privada, incluindo leitos de UTI e enfermarias. No dia 14 de agosto, eram 202 pacientes. A Secretaria de Saúde de Joinville já começou a “converter” leitos até então exclusivos para coronavírus para outros atendimentos. O Hospital São José, por exemplo, já teve 50 vagas de UTI para Covid-19 e hoje está com 40.

    A secretaria acredita que caso os todos leitos tivessem sido mantidos como exclusivos para a doença, a matriz de risco da regional de saúde Nordeste, da qual Joinville faz parte, poderia apresentar uma posição melhor na classificação divulgada nesta quarta-feira. “Mas não podemos deixar esses leitos sem uso se não há a demanda de antes da Covid-19, não podemos pensar somente em indicadores”, diz o secretário de Saúde, Jean Rodrigues da Silva.

    A recente transformação de seis leitos Covid-19 em leitos gerais no Hospital São José foi movida pela maior demanda em outras especialidades. Em relação à flexibilização, a secretaria aponta continuidade. “Todas as nossas decisões são tomadas por meio de justificativas técnicas, todas são defensáveis tecnicamente”, afirma o secretário Jean.

    > Protocolo de volta às aulas em Joinville: estudantes terão medidas específicas

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas