nsc

publicidade

redes e equipamentos

Reforma na Câmara de Joinville deve custar R$ 3,6 milhões

Compartilhe

Saavedra
Por Saavedra
18/07/2019 - 12h00
(Foto: Salmo Duarte / A Notícia)

A troca de redes e de equipamentos na Câmara de Joinville está estimada em R$ 3,6 milhões, conforme informações do próprio Legislativo. As redes elétricas e de telefonia, além dos cabos da rede de internet, incluindo tomadas e caneletas da fiação estão no pacote e serão trocadas, assim como equipamentos “antigos” com consumo elevado de energia.

A compra ainda está em planejamento, não há nenhuma licitação lançada. O Legislativo alega ainda economia de R$ 1,4 milhão em cinco anos com uso de novo sistema de arquivamento de dados, em nuvem, sem a necessidade de utilização de servidores.

Ainda a ponte da Aubé

A Prefeitura de Joinville está contratando empresa para fazer as sondagens (geotecnia) na área prevista para a ponte entre as ruas Aubé e Plácido Olímpio, sobre o rio Cachoeira. Depois disso, deverá ser lançado o edital para a obra, a ser bancada com o empréstimo do PAC da Mobilidade. O governo Udo vem prometendo a ponte desde o primeiro mandato. Também foi promessa em governos anteriores – em 2009, o governo federal chegou a autorizar repasse, mas o dinheiro não foi utilizado.

O décimo

No próximo dia 15, a Prefeitura começa a pagar novo acordo de rolagem de dívida com o Ipreville, referente as contribuições patronais não pagas entre janeiro e junho. A primeira das 60 parcelas será de R$ 515 mil. O montante renegociado é de R$ 27, 6 milhões, que passará para R$ 30,9 milhões com os encargos. São nove acordos já em andamento, um de 2000 e os demais de 2014 em diante.

Ainda na mesma

Apesar da mobilização em busca da retomada das obras da pavimentação da estrada entre a Vila da Glória (São Francisco do Sul) e Itapoá, o recurso do governo do Estado contra a decisão de paralisação das obras não recebeu nova informação no STJ. A última movimentação ocorreu em maio do ano passado. A Justiça Federal concordou com ação do MPF e determinou licenciamento ambiental mais completo para as obras da Costa do Encanto.

Está lá

Salmo Duarte / A Notícia
(Foto: )

Encoberta parcialmente pela vegetação, a ponte ferroviária sobre o rio Jaguarão continua no local onde foi instalada em 1910. A estrutura era usada para o transporte de cargas envolvendo o Moinho Joinville.

Com detalhes

Kennedy Nunes quer a instalação de código QR em placas de obras do governo do Estado para os cidadãos verificarem com o celular as informações sobre o investimento. Além de dados sobre custos e prazos, o projeto do deputado prevê acesso inclusive ao projeto da obra. Notas fiscais também estão previstas no projeto.

Fazendo média...

O presidente da Câmara de Joinville, Cláudio Aragão (MDB), aponta o hábito de vereadores de “fazer média” com os colegas como um dos principais motivos pelo acúmulo de projetos no Legislativo, hoje com 518 matérias para serem votadas. Aragão alega que pareceres técnicos sobre projetos inviáveis, sem legalidade, são derrubados em plenário pelos vereadores e as propostas continuam em tramitação. Aragão foi entrevistado na manhã desta quarta-feira (17) na Rádio Globo Joinville.

Mais rápido

Muitas vezes, um vereador que vota contra o parecer espera que os colegas façam o mesmo em relação às suas próprias propostas, segundo Aragão. Mas o presidente cita que as propostas ajudam a abrir discussão sobre um tema. Na reforma administrativa, o presidente do Legislativo espera deslocar mais servidores para o suporte legislativo, o que poderá acelerar a análise dos projetos.

Mesmo tema

O mote da campanha sobre moradores de rua em preparação em Joinville, “Não Dê Esmolas, Ajude de Verdade”, é o mesmo de mobilização feita na década passada. Em 2008, em pesquisa contratada pela Prefeitura, 65% dos entrevistados relataram fazer doações a moradores de rua, ainda que a grande maioria o fazia eventualmente e não em todas as solicitações. A maioria desconhecia a existência de programas sociais de atendimento.

Festival

Foi assinado o repasse de R$ 1 milhão do governo do Estado, por meio da Fundação Catarinense de Cultura, para o Instituto Festival de Dança. O recurso será utilizado na atual edição do festival.

Idosos

Em licitação de R$ 339 mil, a Prefeitura de Joinville vai contratar consultoria para montar diagnóstico da situação dos idosos na cidade. Serão sete eixos, com condições econômicas, saúde e mobilidade, por exemplo.

Varizes

A 15ª Promotoria de Justiça de Joinville entrou com ação judicial contra Prefeitura e Estado por causa no atraso na realização de cirurgias de varizes. O MP apurou que há pacientes esperando pelo atendimento há mais de um ano.

Depois

A análise da proposta da Prefeitura de Joinville para viabilizar a cobrança do “preço público” junto aos aplicativos de transporte de passageiros ficou para depois do recesso da Câmara.

Na pauta

Apesar das resistências, inclusive dentro da base, o governo Udo continua interessado em aprovar o projeto, afinal a proposta não foi retirada do Legislativo. Mas a versão original deve ser alterada.

Deixe seu comentário:

Jefferson Saavedra

Colunista

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

siga Saavedra

Jefferson Saavedra

Colunista

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

siga Saavedra

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade