nsc
    nsc

    Gastos

    Superestimada, proposta de orçamento da Câmara de Joinville é maior do que das oito subprefeituras somadas

    Compartilhe

    Saavedra
    Por Saavedra
    23/09/2019 - 06h00
    (Foto: Salmo Duarte / A Notícia)

    Ainda que a Câmara de Vereadores não vá gastar todo o montante, a previsão orçamentária para 2020 enviada pela Prefeitura traz uma situação peculiar: há mais recursos previstos para o Legislativo do que para as oito subprefeituras, somadas. Pelo menos é o que está no papel.

    No projeto do orçamento municipal para 2020, são R$ 60 milhões para a Câmara e R$ 59,9 milhões para as subs (os montantes variam entre R$ 8,2 milhões e R$ 6,2 milhões por unidade). Com o orçamento do Legislativo é sempre superestimado, a despesa em 2020 não deverá passar de R$ 45 milhões (em 2019, com orçamento de R$ 51,6 milhões, ficará perto de R$ 40 milhões, em estimativa).

    Vez do setor JS

    Depois das reformas na entrada, com troca de pavimento e mudanças na rampa e cobertura, entre outras medidas, o Hospital São José começou na semana passada os investimentos do setor JS (“João Schlemm)”, com ampliação de 48 para 53 leitos. Hoje voltado para a clínica médica, será mais especializado em ortopedia. O JS era utilizado na neurologia, mas a especialidade ganhou outro setor.

    Chance de regularização

    A possibilidade de regularização aberta com regra da Lei de Ordenamento Territorial (LOT) sobre áreas rurais abre a possibilidade de regularização de um conjunto de moradias em trechos de três ruas, no Cubatão, em Joinville. Os moradores entraram com ação em 2010 com pedido de instalação de energia elétrica e outros equipamentos comunitários. Por causa da ação de 1999, envolvendo a Vigorelli, houve restrições à instalação de infraestrutura –segundo os autores da ação.

    Fora da área urbana

    Só que os lotes não atenderam as regras de parcelamento em área rural, entre outras situações e a decisão em primeira instância, em 2016, determinou a demolição de moradias que estivessem em situação irregular. O TJ manteve o entendimento, mas, em seguida, em novo recurso, abriu a chance de regularização, com base também em lei federal, além da LOT.

    Planejamento e impostos

    A Prefeitura de Joinville contratou empresa para serviços de planejamento em georreferenciamento, como forma de utilizar as informações no planejamento territorial e na esfera tributária, por exemplo. O contrato é de R$ 1,58 milhão. Os recursos virão do empréstimo com o BID.

    Seletivo

    Em São Francisco do Sul, há processo seletivo com inscrições abertas para agentes de endemias e agentes comunitários de saúde. São 95 vagas.

    Procura

    Lançado na quarta, o concurso público da Águas de Joinville aparece entre os dois primeiros temas mais procurados com a palavra “Joinville” na última semana no mais popular buscador de internet do mundo. São sete vagas, mais cadastro de reserva técnica.

    Ambiente

    Em São Francisco do Sul, a mobilização do Dia Mundial da Limpeza de Praias recolheu cinco toneladas de resíduos.

    Saldo

    Nos últimos 12 meses, 282 servidores se aposentaram na Prefeitura de Joinville. Nesse período, o saldo entre admissões e demissões está em 84 funcionários a menos nesse período – houve contratação de concursados, efetivos e temporários.

    Contratações

    Mas como estão sendo feitas as convocações dos aprovados no último processo seletivo, o saldo de contratações já está positivo em 2019.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas