nsc
    nsc

    Em Joinville

    Tratamento do câncer inicia cada vez mais rápido em Joinville, mas ainda há fila

    Compartilhe

    Saavedra
    Por Saavedra
    08/12/2019 - 09h30
    Demanda crescente está levando Hospital São José a tentar ampliar capacidade de atendimento em radioterapia (foto: Arquivo AN)
    Demanda crescente está levando Hospital São José a tentar ampliar capacidade de atendimento em radioterapia (foto: Arquivo AN)

    O prazo para início do tratamento do câncer em Joinville encolheu drasticamente nos últimos cinco anos, mas ainda não foi atingida a marca de 100% de início do atendimento em até 60 dias. Ao final de 2014, em torno de 50% dos pacientes com confirmação da doença não conseguiam ter acesso ao tratamento em até 60 dias após os exames. Agora, o índice está abaixo de 20% – no ano passado, foi de 32%. Os dados foram compilados pela Secretaria de Saúde de Joinville com base em estatísticas do Instituto Nacional do Câncer. A informação mais positiva é que o tratamento começa em menos de 30 dias para mais de 70% dos indivíduos diagnosticados.

    Para ampliar o atendimento em câncer, foram contratados serviços de radioterapia em hospital privado e está sendo tentada a liberação de dois aceleradores lineares, usados em radioterapia, junto ao Ministério da Saúde. Hoje, o Hospital São José conta com um acelerador. Não há prazo definido para a vinda dos novos aparelhos.

    Hoje, o Hospital São José, referência em atendimento em câncer em Joinville, faz 130 atendimentos em oncologia por dia, em média. O custo mensal do ambulatório somente em procedimentos é de R$ 1,5 milhão, bancado com repasse do governo federal (quando esse montante é ultrapassado, a conta extra fica com o município, que paga a folha de servidores do setor, de R$ 1,1 milhão mensal).

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas