nsc
    nsc

    Desfiliação

    PSB e suplentes pedem mandatos de Bruno Souza e Nazareno Martins no TRE-SC

    Compartilhe

    Upiara
    Por Upiara Boschi
    30/04/2019 - 09h53 - Atualizada em: 30/04/2019 - 09h56
    Foto: Lucas Gebara, Agência AL
    Bruno Souza e Nazareno Martins teriam pedido desfiliação do partido ainda em fevereiro. Foto: Lucas Gebara, Agência AL

    O PSB nacional deflagrou mais um capítulo do divórcio com as lideranças estaduais do partido - formalmente anunciado com a saída do ex-deputado federal Paulo Bornhausen. Na última segunda-feira, dia 29, o partido entrou com uma petição no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SC) pedindo a cassação dos mandatos dos deputados estaduais Bruno Souza e Nazareno Martins.

    Ambos foram eleitos em outubro do ano passado pelo PSB, mas pediram desfiliação da legenda em fevereiro deste ano, poucos dias depois da posse para exercer a legislatura. A saída da legenda configuraria infidelidade partidária. O movimento foi anterior à saída de Paulo Bornhausen, em carta em termos amigáveis à direção nacional da sigla.

    Além do PSB nacional, também figura como autor dos pedidos o ex-deputado estadual Claiton Salvaro (PSB), primeiro suplente da coligação que elegeu Bruno e Nazareno. Na ação específica contra Nazareno, figura como interessado na causa o ex-deputado estadual Patrício Destro (PSB), segundo suplente.

    Também eleito pelo PSB, o deputado estadual Laércio Schuster não é alvo de ações no TRE-SC. Após a saída de Bornhausen da sigla, ele garantiu que permaneceria filiado. Segundo o sistema de acompanhamento processual do TRE-SC, Bruno e Nazareno ainda não foram notificados do pedido do PSB.

    Leia também:

    PSB e Paulo Bornhausen selam divórcio, mas ainda falta a partilha de mandatos

    Juventude do PSB pede expulsão de Bruno Souza por brincadeira de primeiro de abril

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas