nsc
dc

PMF

Adoção responsável: cães e gatos esperam por um lar na Dibea Florianópolis

Diretoria de Bem-Estar Animal da Capital promove a cultura da adoção de animais, castração e outros atendimentos

17/05/2021 - 14h02 - Atualizada em: 20/05/2021 - 09h37

Compartilhe

Estúdio
Por Estúdio NSC
Aika, uma pitbull mestiça, é um dos pets para adoção na Dibea
Aika, uma pitbull mestiça, é um dos pets para adoção na Dibea
(Foto: )

Quem adota um animal na Diretoria de Bem-Estar Animal de Florianópolis (Dibea), além de levar para casa uma companhia amorosa para todas as horas, contribui para que outros animais também possam ser resgatados e tratados até que encontrem uma família. Nos últimos quatro anos, quase mil animais (cães e gatos, principalmente) resgatados pela Dibea foram adotados, mas ainda há uma centena de animais esperando por um lar – até a primeira semana de maio, haviam 125 cães e 18 gatos nos canis e gatis da instituição.

> Sônia Bridi: “Um dia volto a morar em Floripa”

Recentemente, a Prefeitura de Florianópolis anunciou a abertura de licitação para ampliar o número de castrações de cães e gatos. Com isso, pretende realizar em torno de dez mil procedimentos em um ano. Os procedimentos serão divididos em duas categorias: de quatro a cinco mil cirurgias em ônibus de castração – unidade móvel que atenderá às comunidades com mais demanda, em regime de mutirão –; e outras quatro a cinco mil cirurgias serão feitas por meio de convênio firmado entre a PMF e clínicas veterinárias. Junto às castrações, todos os animais também receberão um microchip de identificação.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que, atualmente, existem em torno de 30 milhões de animais abandonados (10 milhões de gatos e 20 milhões de cães). Por isso, mais que um ato de amor, a adoção de um bichinho resgatado das ruas é também uma responsabilidade social, pois ajuda a reduzir a população de animais de rua e, consequentemente, a diminuir os riscos de acidentes e a proliferação de zoonoses. A adoção é uma forma de combater maus tratos e ocorrências de exploração animal praticada por alguns criadores.

Além dos 125 cães, 18 gatos, assim como a Torrada, aguardam um lar
Além dos 125 cães, 18 gatos, assim como a Torrada, aguardam um lar
(Foto: )

A melhor maneira de reverter esse cenário é fortalecer a cultura da adoção de animais em detrimento do comércio, e oferecer políticas públicas de castração. Por essa razão, os maiores esforços da Dibea têm como foco essas ações. Além do resgate e tratamento de animais vítimas de maus-tratos, atropelamentos ou outros acidentes, as equipes da Diretoria de Bem-Estar Animal de Florianópolis oferecem atendimento veterinário e realizam castração de animais de estimação de famílias de baixa renda. No último mês de abril, foram feitos 311 atendimentos em consultório e 185 castrações.

Como adotar um animal da Dibea

Para adotar um animal na Dibea, é preciso ser morador de Florianópolis, ser maior de 18 anos e apresentar cópia do RG, do CPF e de um comprovante de residência. Os canis da Diretoria de Bem-Estar Animal estão abertos à visitação das 9h às 16h, de segunda a sexta (obedecendo às regras sanitárias de uso de máscara individual e respeitando o distanciamento social).

O Will tem uma patinha amputada, mas espera compartilhar alegria e amor com novos donos
O Will tem uma patinha amputada, mas espera compartilhar alegria e amor com novos donos
(Foto: )

Abrigo e aconchego para enfrentar o inverno

Com a chegada do frio, os animais necessitam de um ambiente mais quente e aconchegante, principalmente à noite, na hora de dormir. Por isso, a Dibea está recebendo doações de caminhas, cobertas e casinhas para abrigar e acolher melhor os patudos. As entregas podem ser realizadas diretamente na instituição, que fica na Rodovia SC-401, 114, Itacorubi, Florianópolis.

Acompanhe o especial DC 35 anos

Leia também

Construções verdes: Conheça a nova tendência para empreendimentos sustentáveis

Produtos artesanais conquistam cada vez mais consumidores

Colunistas