Os carboidratos sempre aparecem como uma polêmica quando o assunto é alimentação. Muitas dietas que prometem perda de peso drástica e rápida cortam o seu consumo. Mas será que isso é saudável para nosso organismo? Continue a leitura para entender o que pode acontecer com seu corpo mantenha uma dieta sem carboidratos.

Continua depois da publicidade

Siga as notícias do Hora no Google Notícias

Os carboidratos estão entre as principais fontes de energia para o bom funcionamento do corpo. Quando ocorre uma grande redução da sua ingestão, sintomas negativos começam a aparecer e o organismo entra em pequenas “falhas”.

Por que nosso organismo precisa de carboidratos?

O Dr. Eduardo Rauen, médico nutrólogo com atuação no esporte e cofundador da healthtech Liti, em uma entrevista para o portal Terra, classifica os carboidratos como “combustível do nosso corpo”. Rauen ressalta que eles “desempenham o papel de gerar energia para o organismo funcionar”.

Quando consumimos carboidratos considerados “bons”, rapidamente nosso organismo os transformam em glicose, do qual são metabolizados e viram energia para nosso dia a dia.

Continua depois da publicidade

Além disso, o carboidrato é a principal fonte de energia do cérebro. Sem ele, o principal órgão do nosso corpo começa a funcionar de forma debilitada, causando sintomas bem desagradáveis, como cansaço, irritabilidade e desequilíbrio do organismo.

Veja quais alimentos são considerados carboidratos “bons”

Como o organismo produz energia sem carboidrato?

Já entendemos que o carboidrato é a fonte da energia do nosso organismo por conta da sua transformação em glicose. Porém, o que acontece durante dietas low carb?

Provavelmente, você já deve ter ouvido que cortar carboidrato é a forma mais rápida de perder peso, né? Na prática, é mais complexo. O Dr. Eduardo Rauen explica que “quando o estoque de carboidrato é reduzido, passamos a usar a gordura como fonte energética”. Assim, acaba resultando em uma queima de gordura mais rápida. O grande problema ocorre quando precisamos utilizar nossa massa muscular.

Continua depois da publicidade

“Em casos graves, nos quais temos um processo de desnutrição, o corpo pode precisar usar a nossa massa muscular para gerar energia. Tanto a gordura quanto às proteínas do músculo são transformadas em carboidratos para suprir a demanda energética”, explica.

De fato, a redução do carboidrato tem um impacto imediato na perda de peso. Porém, quando isso é realizado sem um acompanhamento profissional e de forma agressiva, a alimentação sem carboidratos acaba se transformando em um processo de emagrecimento não saudável.

Além disso, com a restrição feita de forma desbalanceada, existe uma grande chance de o peso perdido retornar rapidamente. Outro fator prejudicial é que a recuperação desse peso pode acontecer com perda de vitaminas e minerais essenciais ao bom funcionamento do corpo.

Então eu posso comer carboidrato à vontade? Não é bem assim

Não ache que, só por ser importante para o nosso organismo, você deve comer e abusar de alimentos ricos em carboidratos. Muito pelo contrário. Igual a toda dieta saudável, sua alimentação deve ser balanceada.

Continua depois da publicidade

Por exemplo, é importante evitar o consumo elevado dos carboidratos “ruins”. Eles são deficitários de vitaminas e minerais, causando alterações negativas ao organismo, como problemas na flora intestinal, aumento da glicemia e desequilíbrio do apetite.

Veja quais alimentos são considerados carboidratos “ruins”

Ao comer muito desses alimentos, acaba circulando muita glicose no seu sangue, sendo necessária uma produção acelerada de insulina. O resultado disso? Armazenamento de gordura em diversas regiões do seu corpo e aumento do peso.

Visto isso, é muito importante buscar um nutricionista para dar início a uma dieta que faça sentido ao corpo e estilo de vida. Não adianta sair cortando carboidratos, sendo que pode trazer sintomas negativos ao longo prazo.

Continua depois da publicidade

Sobre isso, Dr. Eduardo Rauen reforça: “Quando diminuímos ou retiramos os carboidratos devemos ter o cuidado de equilibrar a alimentação com nutrientes e outras fontes energéticas, como um bom aporte de proteínas, de frutas e de vegetais ao longo do dia”.

Leia mais

Os “milagrosos” benefícios escondidos no consumo das frutas vermelhas

Ozempic natural? Os alimentos que emagrecem como o medicamento

Chá de macela combate ansiedade? Saiba benefícios e como fazer

Destaques do NSC Total