Vítimas de atropelamento na terça-feira (23), o ator mirim Gustavo Corasini, de 12 anos, segue internado, enquanto seu amigo Eduardo Delfino, 13, foi sepultado na quinta-feira (25), em São Paulo. Conhecidos contaram sobre a vida de Eduardo, que, segundo eles, era alegre e ajudava muito a mãe em casa.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

Segundo a coordenadora da escola onde Gustavo estudava, Eduardo gostava de dançar e também praticava jiu-jítsu. Ela contou ao G1 que o menino ajudava a mãe, diarista, a cuidar dos irmãos. “Ela (a mãe) está abalada. O filho dela era muito bom, responsável: cuidava dos três irmãos mais novos enquanto a mãe dele saía para trabalhar”, afirmou.

A mãe de Gustavo Corasini, ator de Pantanal atropelado em São Paulo nessa terça-feira (23), publicou um vídeo no Instagram do menino mostrando os momentos antes do acidente e homenageando Eduardo.

Tudo o que se sabe sobre o atropelamento do ator Gustavo Corasini, de Pantanal

Continua depois da publicidade

No vídeo, Gustavo e Eduardo surgem brincando. Em certo momento, alguém pega o celular que gravava as imagens e mostra os dois correndo em direção ao fim da rua, onde uma ambulância estava estacionada.

Veja vídeo de homenagem feito no perfil de Gustavo Corasini

Leia também:

Fim de Maiara e Maraísa? Cantora reclama das previsões sobre a dupla

Rodrigo Hilbert janta com empresários e elogia a gastronomia de Floripa

Crianças da Grande Florianópolis vão ao cinema pela primeira vez

Destaques do NSC Total