O Novo suspendeu a filiação de João Amôedo, segundo nota divulgada pelo partido nesta quinta-feira (27), após o empresário declarar voto em Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no segundo turno das eleições deste ano.

Continua depois da publicidade

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Amôedo, um dos fundadores do Novo, ficará suspenso até o fim do processo disciplinar que enfrenta na comissão de ética do partido. O processo, segundo a sigla, segue seu curso “respeitando rigorosamente as determinações estatutárias e o pleno direito de defesa”.

Este mês, o empresário, que declarou voto em Jair Bolsonaro (PL) no segundo turno de 2018, afirmou à Folha de S.Paulo. que agora votará em Lula, embora mantenha críticas ao candidato e ao PT.

— No dia 30, farei algo que nunca imaginei. Contra a reeleição de Jair Bolsonaro, pela primeira vez na vida, digitarei o 13 — afirmou.

Continua depois da publicidade

A justificativa é que, nos últimos quatros anos, “regredimos institucionalmente e como sociedade”, segundo ele.

Leia mais

Às vésperas do 2º turno, saiba estratégias de candidatos e obrigações de eleitores

Moraes nega ação sobre rádios e determina investigação contra Bolsonaro

Destaques do NSC Total