nsc
hora_de_sc

Mundo Animal

10 animais curiosos e estranhos do fundo do mar

90% dos oceanos ainda não foram mapeados. Confira quais bichos estão escondidos nas profundezas dos mares

08/06/2021 - 04h00 - Atualizada em: 08/06/2021 - 07h13

Compartilhe

Redação
Por Redação Hora
Diversos animais curiosos e estranhos vivem nas profundezas dos oceanos do planeta
Diversos animais curiosos e estranhos vivem nas profundezas dos oceanos do planeta
(Foto: )

Você sabia que 90% dos oceanos ainda não foram mapeados? E quando falamos sobre a vida marinha o número é ainda mais impressionante: conhecemos somente 1/3 da biodiversidade marinha existente!

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

Vários animais curiosos e estranhos fazem parte dessa biodiversidade, em especial os animais do fundo dos oceanos, por causa das suas aparências, tamanhos, cores e hábitos, que são bem diferentes dos outros seres vivos, como o peixe-bolha, que mais parece uma massa gelatinosa, e o tubarão tapete, que é bem diferente dos outros tubarões.

> Conheça os 16 animais mais estranhos e raros vistos em SC

Você que saber mais sobre esse animais? Então, conheça abaixo a lista que fizemos dos 10 animais mais estranhos e curiosos encontrados no fundo dos oceanos do planeta.

1 - Polvo-dumbo

Polvo-dumbo adulto
Polvo-dumbo adulto
(Foto: )

Vamos começar a nossa lista com o polvo-dumbo, que recebeu esse nome graças às duas barbatanas, localizadas acima da sua cabeça e que o ajuda a nadar, deixando ele parecido com o famoso elefante da Disney, o Dumbo.

Pertencente ao gênero Grimpoteuthis da ordem dos octópodes, eles são animais de tamanho bem pequeno, podendo medir até 20 centímetros de comprimento, que vivem entre 2.000 e 5.000 metros de profundidade e se alimentam basicamente de caracóis, vermes, bivalves e copépodes.

Exemplares do polvo-dumbo já foram vistos em lugares nas Filipinas, Nova Zelândia, Austrália e Papua.

> Grupo de pinguins é solto em praia de Florianópolis; veja fotos

2 - Tubarão-cobra

Tubarão-cobra, um dos animais mais antigos do mundo
Tubarão-cobra, um dos animais mais antigos do mundo
(Foto: )

O tubarão-cobra é conhecido por ser um “fóssil-vivo” em função de ser uma das espécies mais antigas do planeta, tendo apresentado poucas mudanças desde a pré-história.

Bastante raro de ser encontrado, esse tubarão que habita as profundezas dos oceanos atlântico e pacífico, costuma medir entre 2 e 4 metros de comprimento, possui uma boca com 25 fileiras com 300 dentes e possui 6 aberturas branquiais.

Esse tubarão, que nada com a boca aberta, costuma se alimentar de peixes, lulas e tubarões e já foi avistado em águas pouco profundas do Japão, da Austrália e de Portugal.

> Oito peixes de espécie em extinção são vistos em São Francisco do Sul em fenômeno raro; veja vídeo

3 - Peixe-bolha

Peixe-bolha, o peixe mais "feio" do mundo
Peixe-bolha, o peixe mais "feio" do mundo
(Foto: )

Também conhecido como peixe-gota, o peixe-bolha (Psychrolutes marcidus) é um dos animais mais raros do mundo, possuindo uma aparência gelatinosa, sem musculatura e com ossos moles, bem diferente dos outros peixes.

Ele habita profundidades entre 1.200 e 4.000 metros, mede aproximadamente 30 cm de comprimento e se alimenta apenas de animais que chegam próximo a sua boca.

O peixe-bolha, que recebeu o prêmio de "peixe mais feio do mundo" pela Ugly Animal Preservation Society, habita as águas profundas da Austrália e Nova Zelândia.

> Vídeo: cachorro enterrado vivo no Sul de SC é resgatado e irá para adoção

4 - Tubarão-duende

Tubarão-duende e sua aparência pra lá de assustadora.
Tubarão-duende e sua aparência pra lá de assustadora.
(Foto: )

Habitante de águas profundas e raramente visto com vida, o tubarão-duende é um dos tubarões mais antigos do mundo, parecendo até ser um animal saído de alguma era mitológica.

Podendo medir até 4 metros de comprimento, ele possui um focinho achatado, corpo rosado e uma mandíbula repleta de dentes bem afiados, muito parecidos com pregos, e que se projeta para frente quando o tubarão ataca uma presa.

O tubarão-duende se alimenta de lula, polvos, camarões e outros moluscos que habitam o fundo oceânico, sendo registradas aparições dessa espécie nas costas das ilhas japonesas, Austrália e África do Sul.

> Filhote de jacaré é encontrado em creche no bairro São Simão, em Criciúma

5 - O engolidor-negro

O "engolidor-negro" engole presas maiores do que ele.
O "engolidor-negro" engole presas maiores do que ele.
(Foto: )

Conhecido como “engolidor-negro”, o Chiasmodon niger é um peixe que se destaca, especialmente, por ser capaz de capturar e engolir por completo presas muito maiores do que ele, já que seu estômago consegue se dilatar para conter os animais predados por ele.

Ele habita águas profundas de clima tropical e subtropical, entre 700 e 2.750 metros, e consegue engolir preses que tenham até o dobro do seu tamanho e 10 vezes a sua massa corporal, sendo um dos predadores mais temidos dos oceanos.

O “engolidor-negro” chega a medir até 25 centímetros de comprimento e possui um corpo alongado e sem escamas.

> Capivara é removida de lago na Praça do Congresso, no Centro de Criciúma

6 - Tubarão-tapete

O tubarão-tapete é um camuflador nato.
O tubarão-tapete é um camuflador nato.
(Foto: )

Pouco conhecido, raro de ser encontrado e bem diferente dos outros tubarões, o tubarão-tapete (Eucrossorhinus dasypogon) possui o corpo achatado e a incrível habilidade de se mimetizar no ambiente em que vive, o que ajuda em suas caçadas.

Apesar do seu formato, ele é um excelente caçador e predador, se alimentando de peixes, crustáceos e moluscos do fundo do mar. Apesar de os cientistas não terem a dimensão exata do tamanho que esse tubarão pode chegar, estima-se que ele chegue a medir até 366 centímetros de comprimento.

Encontrado nos mares da Austrália, Japão e China, esse peixe vive em profundidades entre 5 e 20 metros e pode atacar seres humanos, caso pisem nele ou se aproximem demais dele.

> Jacaré invade campo de futebol, dá susto nos jogadores e interrompe treino; veja vídeo

7 - Peixe diabo-negro

Assusta ou não a aparência do peixe diabo-negro?
Assusta ou não a aparência do peixe diabo-negro? - Foto: youtube.com
(Foto: )

Encontrado em todos os oceanos, o peixe diabo-negro impressiona por causa de sua aparência, que além de temível, possui um aspecto bem gelatinoso e dentes que lembram personagens de filme de terror.

Habitante de águas profundas, em profundidades entre 1.500 e 4.500 metros, o peixe diabo-negro se alimenta principalmente de crustáceos e possui um dos venenos mais letais dos mares, além de ter na testa uma “lâmpada” bioluminescente que o ajuda na captura de suas presas.

Outro ponto de destaque dessa espécie é o dimorfismo sexual, com as fêmeas desse peixe podem medir até 20 centímetros de comprimento, enquanto os machos medem no máximo até 3 centímetros.

> Cachalote-pigmeu grávida é encontrada morta na Praia do Cardoso, em Laguna

8 - Verme-de-pompéia

O verme-de-pompéia sobrevive a temperaturas altíssimas.
O verme-de-pompéia sobrevive a temperaturas altíssimas.
(Foto: )

Podendo medir até 12 centímetros de comprimento, o verme-de-pompéia (Alvinella pompejana) é uma poliqueta remiforme extremófilo possui uma série de tentáculos em sua cabeça e uma aparência bastante peluda.

Vivendo em profundidades abissais, esse animal vive aderido às paredes de fontes hidrotermais vulcânicas, além de conseguir sobreviver a temperaturas de até 80ºC, tendo sido descoberto por pesquisadores em 1980, ao largo das Ilhas Galápagos.

> Em Portugal, cães e gatos adotados têm descontos em veterinários

9 - Peixe dragão negro

Já imaginou se esse peixe fosse maior?
Já imaginou se esse peixe fosse maior?
(Foto: )

Chegou a vez de falar do animal que serviu de inspiração para o filme Alien de 1972: o peixe dragão negro.

Essa espécie de peixe é conhecida por viver em profundidades abissais e pelo dimorfismo sexual, com as fêmeas medindo até 40 centímetros de comprimento e os machos até 5 centímetros.

São peixes que utilizam de sua bioluminescência para atrair presas e possuem dentes longos e afiados, que impedem até alguns indivíduos de fecharem totalmente suas bocas.

> Vaca pendurada a 50 metros de altura mobiliza complexo resgate dos bombeiros em Ituporanga

10 - Peixe-ogro

Peixe-ogro: Assustador, porém pequeno em tamanho.
Peixe-ogro: Assustador, porém pequeno em tamanho.
(Foto: )

Por fim, encerramos nossa lista com outro peixe que possui dentes grandes e desproporcionais o suficiente para não conseguirem fechar completamente a boca, o peixe-ogro.

Pertencente ao gênero Anoplogastridae, apesar da aparência assustadora ele é um peixe pequeno, medindo entre 10 e 18 centímetros de comprimento.

O peixe-ogro habita os oceanos Atlântico e Pacífico em profundidades entre 500 e mais de 5.000 metros. Apesar de habitar em profundidades abissais, esse peixe não é luminescente.

Leia também

"Desde pequena ela sempre foi meio maluca", diz dono de vaca que ficou presa no telhado em SC

> Sputnik V: a eficácia da vacina que chegará no Brasil

Recorde de frio em SC: confira as menores temperaturas registradas na história

Conheça os 16 animais mais estranhos e raros vistos em SC

Caso Evandro: o que aconteceu e as teorias do crime da série na Globoplay

O que são as variantes do coronavírus e como elas impactam Santa Catarina

Neve em Santa Catarina: saiba em quais cidades é possível ver o fenômeno

Colunistas