nsc
dc

Solidariedade

Animal que sobreviveu a ataque de serial killer em SC precisa de doações; veja como ajudar

Cachorra foi agredida a pedradas em Campos Novos e sofreu traumas nos olhos e na cabeça

29/03/2022 - 14h07 - Atualizada em: 29/03/2022 - 14h42

Compartilhe

Camilla
Por Camilla Martins
Vaquinha reúne doações para cão que sobreviveu a ataque de serial killer de animais em SC
Cachorra teve fraturas na cabeça e nos olhos após ter sido agredida a pedradas
(Foto: )

Uma vaquinha online foi criada para custear o tratamento da cachorra que sobreviveu a ataques de um serial killer de animais em Campos Novos, na Serra catarinense. O animal foi atacado por pedradas na tarde desta segunda-feira (28), e o autor da agressão foi preso em flagrante pela Polícia Civil.  

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

A vaquinha para ajudar a Diamante Victoria - nome escolhido por protetores de animais da cidade - foi organizada pelo Grupo Ana (Ajude Nossos Animais) e tem o objetivo de arrecadar R$ 20 mil. Segundo uma das voluntárias da associação, a cachorra está internada em uma clínica veterinária e vai precisar passar por cirurgia. 

— Não deu para operar ainda porque tinha que estabilizar antes, ela não estava bem. Ela teve fratura no crânio, na mandíbula e nos olhos; talvez um olho dê para recuperar, mas o outro está perdido. O termo usado pelos veterinários foi trauma encefálico e protusão dos globos oculares — conta a protetora.  

> Cachorros vítimas de maus-tratos são resgatados e tutor é preso em Chapecó

Segundo a associação, apesar de haver vários cães comunitários em Campos Novos, a origem dessa cachorra é desconhecida dos protetores. Porém, o animal deve continuar aos cuidados do Grupo Ana quando sair da clínica.  

— Essa [cachorra] a gente não conhecia, ela não passou pelo nosso grupo porque não está castrada. Talvez tenha tutor ou talvez estivesse abandonada na cidade. Mas, ela vai ficar conosco; vai ficar um bom tempo na clínica ainda, depois encaminhamos para um lar temporário, para adoção, se ela estiver bem. Mas, se Deus quiser ela vai se recuperar — afirma uma das voluntárias do grupo. 

> Cães de raça são resgatados vítimas de maus-tratos em canil clandestino de SC; veja fotos

Entenda o caso

Um homem de 19 anos, que matou ao menos quatro cachorros e comeu partes de um dos animais em Campos Novos, foi preso pela Polícia Civil nesta quinta-feira. Um familiar denunciou o rapaz e informou à polícia que ele havia saído de casa com um cachorro de estimação e com outro cão amarrado em uma corda. 

> Multa por maus-tratos a animais vai aumentar em SC

Segundo o delegado Luis Eduardo Machado, o homem foi encontrando próximo ao galpão crioulo apenas com seu cão de estimação e com uma corda, que tinha vestígios de sangue. Ele disse aos policiais que havia matado o outro animal - que era a Diamante Vitoria - e indicou onde a cachorra estava. No local, a polícia encontrou uma pedra que, segundo o rapaz, foi usada para atingir o animal na cabeça.

De acordo com o delegado, quando estavam no lugar indicado pelo rapaz, um dos policiais escutou uma respiração e percebeu que a cachorra estava viva embaixo de alguns galhos. O animal foi então levado para a clínica veterinária onde segue em tratamento. 

Leia também

SC tem quase 8 mil vagas de emprego no Sine; saiba como se candidatar

BR-470 é bloqueada nos dois sentidos após acidente no limite entre Blumenau e Indaial

Ministério Público de Santa Catarina lança concurso com salário de até R$ 8 mil

Colunistas