nsc
an

Obituário

Antes de morrer por Covid, professora de Jaraguá do Sul fez desabafo: "Medo não é normal"

Mari Neiva Rodrigues dos Santos, de 52 anos, faleceu em Jaraguá do Sul por complicações da Covid-19

03/06/2021 - 09h20 - Atualizada em: 03/06/2021 - 09h23

Compartilhe

Lucas
Por Lucas Paraizo
Mari Neiva dos Santos
Mari Neiva dos Santos era professora há 33 anos
(Foto: )

Depois de lutar contra a Covid-19 por quase 20 dias, a professora Mari Neiva Rodrigues dos Santos, de 52 anos, morreu nesta terça-feira (1º) em Jaraguá do Sul. Com 33 anos de carreira lecionando, ela era professora de inglês na rede municipal e estudava também para dar aulas de alemão na rede de ensino.

> Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

Nas últimas semanas, Mari Neiva compartilhou nas redes sociais a luta contra o coronavírus. No dia 16 de maio, três dias após receber o diagnóstico positivo, fez um desabafo:

"Dor não é normal. Febre não é normal. Dificuldade para respirar não é normal. Medo de morrer não é normal. Cuidem-se todos".

A professora teve o resultado positivo para o coronavírus junto do pai. No dia, ela relatou aos amigos nas redes sociais: "eu sempre me cuidei". O lamento veio acompanhado de uma série de mensagens positivas dos alunos, desejando a breve recuperação da professora.

Com a piora do quadro, no dia 20 de maio ela compartilhou que estava se cuidando, mas que estava com muita tosse e precisava de oxigênio para respirar:

"Sem forças", desabafou na última publicação nas redes sociais antes de morrer.

A morte foi lamentada pelos alunos e colegas da rede de ensino em Jaraguá do Sul, além dos estudantes da Universidade Federal do Paraná (UFPR), onde ela fazia o aprimoramento para dar aulas de alemão.

No dia 28 de abril Mari Neiva completou 33 anos como professora e celebrou, resumindo a sua trajetória em sala de aula:

"Durante todo esse período, nunca cruzei os braços. Sempre busquei aprender mais para ensinar melhor. Minha paixão é aprender e ensinar, embora sempre tenha guerreado com as burocracias. Realizei e ajudei outras pessoas a realizarem sonhos".

Leia também

Vacinação da Covid por idade vai começar em SC; serão oito grupos

Jovem de 22 anos recém-formada em Blumenau morre vítima da Covid-19

Aos 101 anos, ex-combatente da Segunda Guerra Mundial vence a Covid em Joinville

Colunistas