nsc
    dc

    Fogo

    Após 15 horas, bombeiros conseguem apagar incêndio no Pântano do Sul, em Florianópolis

    Incêndio em vegetação no Sul da Ilha atingiu área equivalente a cerca de 10 campos de futebol

    02/10/2019 - 13h55 - Atualizada em: 02/10/2019 - 14h25

    Compartilhe

    Lucas
    Por Lucas Paraizo
    Emprego de força-tarefa dos bombeiros durante a manhã desta quarta foi decisivo para o controle do incêndio em vegetação no Pântano do Sul, em Florianópolis
    Emprego de força-tarefa dos bombeiros durante a manhã desta quarta foi decisivo para o controle do incêndio em vegetação no Pântano do Sul, em Florianópolis
    (Foto: )

    Por volta do meio-dia desta quarta-feira (2), o Corpo de Bombeiros conseguiu extinguir o incêndio em vegetação no Pântano do Sul, em Florianópolis, que desde a noite de terça-feira (1º) havia consumido cerca de 10 hectares da área ao lado da Rodovia Rozália Paulina Ferreira.

    A informação foi confirmada pelo comandante do batalhão do Corpo de Bombeiros da Capital, Diogo Bahia Losso. Segundo ele, o emprego de uma força-tarefa durante a manhã foi decisivo para o controle do fogo antes das 13h, quando as condições do tempo poderiam atrapalhar ainda mais o combate às chamas:

    — Agilizamos de manhã com a força-tarefa porque, a partir do meio-dia, era mais crítico, com vento forte e menos umidade do ar, propício para perder o controle do fogo. Mas conseguimos extinguir antes disso.

    Os bombeiros devem seguir monitorando durante a tarde a área para garantir que nenhum novo foco de incêndio ocorra. Ao todo, 30 profissionais atuaram no combate ao fogo.

    Os bombeiros foram acionados por volta das 21h30min de terça para combater o fogo e duas guarnições foram enviadas ao local. De acordo com Losso, as características da vegetação dificultaram o trabalho de combate às chamas.

    — O grande problema foi a região. O escuro da noite dificultou muito o levantamento da situação e a característica da vegetação. É capim muito seco que está queimando e produz muitas chamas. Aliado ao tipo de solo, que é alagado e dificulta a progressão dos bombeiros. Como não havia residência próximo à área que estava queimando, fomos fazendo um monitoramento dessa situação e combatendo naquilo que era possível.

    Bombeiros fizeram uma força-tarefa para conter o incêndio antes do meio-dia
    Bombeiros fizeram uma força-tarefa para conter o incêndio antes do meio-dia
    (Foto: )

    Ainda não é assinante? Assine e tenha acesso ilimitado ao NSC Total, leia as edições digitais dos jornais e aproveite os descontos do Clube NSC.

    Colunistas