nsc
    an

    Representatividade

    Árbitra de Joinville será a única brasileira a apitar Libertadores

    Outras duas mulheres foram convocadas para serem assistentes de Charly durante a competição feminina

    18/02/2021 - 10h28 - Atualizada em: 18/02/2021 - 13h14

    Compartilhe

    Por João Deschamps
    Charly Deretti foi convidada pela Conmebol para competição feminina
    Charly Deretti foi convidada pela Conmebol para competição feminina
    (Foto: )

    A árbitra Charly Deretti, 33 anos, do quadro da Liga Joinvilense de Futebol, foi convidada pela Conmebol para apitar na Copa Libertadores da América de futebol feminino. Esta será a primeira competição internacional dela que é natural de Joinville. Charly será a única brasileira na função, mas será acompanhada por outras duas brasileiras, as assistentes Bárbara da Costa, do Pará, e também Fernanda Gomes Antunez, de Minas Gerais.

    > Quer receber notícias de Joinville e Norte de SC por WhatsApp? Clique aqui

    Após o convite, Charly e as assistentes brasileiras aguardam, agora, a confirmação logística como data da apresentação em Buenos Aires e início da preparação visando a Libertadores. Informações que ainda serão confirmadas pela Conmebol.Ao todo, a Conmebol convidou dez trios de arbitragem para a competição sul-americana, cada um de um país diferente. Em entrevista à NSC TV Joinville, Charly disse que recebeu o convite com surpresa, mas acredita que seja o reconhecimento pelo trabalho que vem desenvolvendo. Ela atua como árbitra da CBF desde 2018 e conseguiu a chancela da FIFA em 2020. - Foi uma surpresa muito grande, não esperava. E estar numa competição internacional é uma surpresa ainda maior, mas acredito que seja a recompensa de tudo o que a gente abdica pra gente viver a arbitragem - comentou.

    > Debate Diário: entrevista com o presidente da FCF na projeção do estadual 2021 Charly disse que o convite veio por meio de uma mensagem do presidente da Comissão Nacional de Arbitragem, Leonardo Gaciba. Sobre as integrantes desse trio brasileiro que vai à Argentina, a árbitra disse que já trabalhou com a assistente Bárbara da Costa e foi em uma partida especial para Charly: sua estreia na Série B do Campeonato Brasileiro, dia 26 de novembro de 2019, Ponte Preta 4x0 Brasil-RS. Charly apitou e Bárbara foi a assistente número um. Já com a outra brasileira convidada para a Libertadores, Fernanda Antunez, Charly ainda não trabalhou junto, mas a conhece de cursos e eventos promovidos pela CBF. Será a sua primeira competição internacional da joinvilense e ela destacou os vários sentimentos que sentiu após ter sido escolhida. - É um turbilhão de sentimentos, são várias sensações e emoções, mas é um sentimento muito bom - resumiu.

    > Angelotti: "Se não conseguirmos liberar público, dificilmente teremos VAR" A árbitra joinvilense iniciou sua trajetória no apito em 2016. Cerca de dois anos depois foi aceita no quadro da CBF. E já no início de 2020 recebeu o escudo FIFA. Na temporada passada, entre jogos das Séries B, C e D do Campeonato Brasileiro, além da Copa do Brasil, Charly apitou 19 partidas. Sem contar as partidas de campeonatos de aspirantes e divisões inferiores em outros estados. Além disso, no dia 27 de novembro, Charly comandou o apito no amistoso da Seleção Brasileira feminina contra o Equador, na Neo Química Arena, em Itaquera. Partida que o Brasil venceu por 6 a 0. A Copa Libertadores da América Feminina, tinha seu início previsto para 25 de setembro do ano passado, em Santiago, no Chile. Em função do agravamento da pandemia, a Conmebol adiou a competição e mudou a cidade-sede. Agora, o torneio está confirmado para Buenos Aires, na Argentina, entre 5 e 22 de março deste ano. Serão 16 equipes na disputa e o Brasil é o país com mais representantes. Além do Corinthians, atual campeão, participam ainda o Avaí Kindermann, aqui de Santa Catarina, e o time da Ferroviária-SP.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Esportes

    Colunistas