nsc
    dc

    publicidade

    2 a 2

    Avaí deixa escapar vitória no final diante do Cruzeiro pelo Brasileirão

    Leão ficou no empate em 2 a 2 com o time mineiro neste domingo na Ressacada

    11/08/2019 - 18h07 - Atualizada em: 11/08/2019 - 18h39

    Compartilhe

    Darci
    Por Darci Debona
    Avaí x Cruzeiro pelo Brasileirão
    Avaí saiu na frente, mas cedeu o empate ao Cruzeiro neste domingo pelo Brasileirão
    (Foto: )

    A primeira vitória do Avaí escapou aos 51 minutos do segundo tempo, quando a arbitragem confirmou o gol de Sassá, decretando empate por 2 a 2 contra o Cruzeiro, na tarde deste domingo (11), na Ressacada. O time catarinense não vence desde o dia 7 de abril e continua na lanterna do Campeonato Brasileiro da Série A, com seis pontos em 14 rodadas.

    O grito da vitória, que parecia iminente, ficou preso na garganta do torcedor avaiano. A equipe chegou a estar na frente no placar por duas vezes.

    O Leão da Ilha começou bem a partida, marcando com êxito a saída de bola do Cruzeiro e tomando a iniciativa das jogadas. A primeira boa chance de gol foi em cobrança de falta de Pedro Castro, que Fábio espalmou. Depois foi a vez de Léo arriscar de fora da área, mas a bola foi longe do gol.

    Até que, aos 22 minutos, em cobrança de falta de Lourenço, Pedro Castro apareceu nas costas da zaga do Cruzeiro e tocou no contrapé do goleiro Fábio: 1 a 0. O gol dava esperança da primeira vitória do Avaí no campeonato.

    Ouça na CBN o gol de Pedro Castro:

    Só que após o gol, o time catarinense cedeu espaço ao Cruzeiro, que partiu para o ataque. Aí começou a brilhar o goleiro Vladimir. Primeiro ele segurou um chute de Pedro Rocha. Depois saltou alto, no canto direito, para espalmar para escanteio a bola perigosa da cobrança de falta de Robinho. Na sequência, Dedé cabeceou para fora.

    Robinho teve mais uma chance e acabou finalizando para fora. Sorte do Avaí, que só voltou a assustar nos acréscimos do primeiro tempo, com Richard Franco, de cabeça, mas a bola foi para fora.

    Na saída para o intervalo, Pedro Castro falou sobre a vitória parcial.

    — Importante fazer o gol. Trabalhamos para isso e esperamos voltar bem para o segundo tempo e conseguir a vitória — disse o jogador.

    Pois o atacante quase ampliou o placar logo no início do segundo tempo, ao pegar um rebote e finalizar na trave. Brenner também poderia marcar o segundo ao receber livre, na entrada da área, mas acabou finalizando para fora.

    A falta de eficiência nas finalizações acabou sendo castigada. Marquinhos Gabriel fez grande jogada próximo da área, bateu colocado e, apesar de grande defesa de Vladimir, a bola bateu na trave e sobrou para Pedro Rocha empatar, aos 16 minutos do segundo tempo: 1 a 1.

    O Avaí voltou a pressionar tentando cruzamentos na área do Cruzeiro. Porém o goleiro Fábio levou vantagem. O time mineiro chegou a ter um gol anulado, com Sassá, que estava impedido.

    Logo depois, Egídio fez pênalti em Caio Paulista. Brenner cobrou rasteiro, no canto direito de Fábio, e colocou novamente o Avaí em vantagem no placar: 2 a 1.

    Ouça na CBN Diário o gol de Brenner:

    A situação ficou ainda mais favorável com a expulsão do lateral Edílson, que, primeiro levou um cartão por falta dura em Paulinho, e depois recebeu o segundo cartão por reclamação. Léo, que havia sido substituído e estava no banco, também levou vermelho por reclamação.

    No final, o torcedor do Leão da Ilha viu frustrada sua comemoração. Sassá mandou para o gol, a arbitragem chegou a marcar impedimento, mas, após a análise do VAR, acabou validando o gol: 2 a 2.

    O próximo confronto do Avaí é o clássico estadual contra a Chapecoense, no domingo, às 19h, na Arena Condá.

    Ficha técnica

    AVAÍ - 2

    Vladimir, Léo (Iury), Betão, Marquinhos Silva e Paulinho; Pedro Castro, Richard Franco e João Paulo; Lourenço (Caio Paulista), Brenner e Bruno Sávio (Douglas). Técnico: Alberto Valentim.

    CRUZEIRO - 2

    Fábio, Orejuela (Edílson), Dedé, Léo e Egídio (Dodô); Henrique, Ariel Cabral (David), Robinho e Marquinhos Gabriel; Sassá e Pedro Rocha. Técnico: Ricardo Resende (interino)

    Gols: Pedro Castro (A), aos 22 minutos do primeiro tempo. Pedro Rocha (CR), aos 16 minutos, Brenner (A), aos 28 minutos e Sassá (CR), aos 51 minutos do segundo tempo.

    Arbitragem: Paulo Roberto Alves Júnior, auxiliado por Bruno Boschilia e Ivan Carlos Bohn. No VAR, Adriano Milczvski (Quarteto do PR)

    Cartões amarelos: Robinho, Edílson (CR); Vladimir e Douglas (A)

    Cartão vermelho: Edílson (CR), aos 36 minutos do segundo tempo. Léo (A), aos 46 minutos do segundo tempo.

    Local: Estádio da Ressacada, em Florianópolis

    Leia as últimas notícias no NSC Total

    Ainda não é assinante? Assine e tenha acesso ilimitado ao NSC Total, leia as edições digitais dos jornais e aproveite os descontos do Clube NSC.

    Deixe seu comentário:

    publicidade

    publicidade

    publicidade

    publicidade