nsc

publicidade

Avaí empata com o Fluminense pelo Brasileirão 2019 com gol no finzinho

Marcos Paulo abriu placar na Ressacada e Leão da Ilha deixa tudo igual com João Paulo, de pênalti 

01/12/2019 - 18h56 - Atualizada em: 01/12/2019 - 19h04

Compartilhe

João Lucas
Por João Lucas Cardoso
Avaí 1 x 1 Fluminense: Leão da Ilha empata com gol de pênalti no final
Avaí 1 x 1 Fluminense: Leão da Ilha empata com gol de pênalti no final
(Foto: )

O Avaí empatou em 1 a 1 com o Fluminense na tarde deste domingo, na Ressacada, pela 36ª rodada do Brasileirão 2019. O Leão do Ilha passou parte do jogo em desvantagem, com gol de Marcos Paulo ainda no primeiro tempo. Porém, nos acréscimos do segundo tempo, conseguiu a igualdade com João Paulo, cobrando pênalti - a primeira cobrança foi defendida, mas a arbitragem mandou voltar a penalidade máxima.

Ainda assim, o Avaí acumula uma marca negativa. Chegou a 16 jogos sem vencer no Brasileirão 2019 - igualando pior sequência no primeiro turno, desde a partida inicial.

Na próxima rodada, a penúltima do Brasileirão 2019, o Avaí vai jogar contra o campeão Flamengo no Maracanã. A partida no Maracanã está marcada para as 20h de quinta-feira. O Fluminense joga no mesmo estádio, só que no dia anterior, às 21h30min, diante do Fortaleza

O jogo

Seis jogadores formados na base azurra começaram entre os titulares. Entre eles estavam duas novidades, o lateral-esquerdo Ramon e Marcinho, volante - ambos na primeira partida da Série A como profissionais. A partida era aberta, com espaços aos dois times para chegar na frente. O Avaí não perdeu tempo.

Um lance que causou apuros ao Flu, aos seis, teve sequência em escanteio batido por João Paulo que quase terminou na rede. O chute fechado quase traiu Marcos Felipe, que teve de se reposicionar e se esticar para desviar a bola para fora. Ainda que houvesse campo para jogar, as equipes não produziam. Sem intensidade, a partida passava arrastada.

O Fluminense tinha um pouco mais de posse de bola, mas quando chegava na frente não conseguia formatar um lance de perigo. O Avaí teve menos, pouco aparecia no campo de ataque. Não havia finalização no gol até os 35. A primeira dela, do Flu, foi certeira. O lateral Gilberto foi no fundo e botou certinho para Marcos Paulo cabecear no contrapé de Vladimir. A bola ainda tocou na trave antes de entrar.

Bastou para que o Fluminense controlasse a partida à espera do término do primeiro tempo. Na volta para o segundo, o Avaí mexeu. Voltou mais aberto, com a saída de Marcinho e entrada do atacante Vinícius Araújo. Com apenas cinco minutos, nova alteração do Leão da Ilha. Caio Paulista não tinha mais condições de continuar e Lourenço apareceu.

O Avaí era mais agressivo, tomou a posse de bola e partiu para cima. O Fluminense claramente voltou do intervalo disposto a defender o resultado. Ainda que mais presente no ataque, o Leão finalizava pouco e não conseguia arrematar na direção do gol. Também por isso, o técnico Evando fez nova mudança. Aos 22, o atacante Gabriel Lima entrou no posto do lateral Léo.

Ainda assim, o Avaí não criava perigo ao Fluminense. Até aos 41 minutos do segundo tempo. Foi quando Jonathan aproveitou um vacilo da marcação, entrou na área e foi derrubado pelo zagueiro Nino. Penalidade máxima clara para João Paulo bater. Bola no canto e goleiro no mesmo: defesa de Marcos Felipe. Mas o árbitro Daniel Nobre Bins viu que ele se adiantou para evitar e mandou voltar a cobrança. Dessa vez, aos 47, João Paulo converteu.

O apito final foi um alento para a parte azurra dos 3.237 torcedores, por ter conquistado um empate com sabor de vitória pelo gol no finzinho, e complica o Fluminense, que praticamente escapava do rebaixamento com a vitória.

Avaí 1 x 1 Fluminense

AVAÍ

Vladimir; Léo (Gabriel Lima), Eduardo Kunde, Marquinhos Silva e Ramon; Luanderson, Marcinho (Vinícius Araújo), Richard Franco e Wesley; Caio Paulista (Lourenço), João Paulo e Jonathan. Técnico: Evando.

FLUMINENSE

Marcos Felipe; Gilberto, Nino, Luccas Claro e Caio Henrique; Yuri Lima, Dodi, Allan (Igor Julião) e Nenê (Guilherme). Marcos Paulo (Pablo Dyego) e Yony González. Técnico: Marcão

GOLS: João Paulo, aos 47 do segundo tempo (A), e Marcos Paulo, aos 35 do primeiro tempo (F).

CARTÕES AMARELOS: João Paulo, Léo, Richard Franco e Wesley (A). Guilherme, Luccas Claro, Marcos Felipe e Nenê (F).

ARBITRAGEM: Daniel Nobre Bins, auxiliado por Lúcio Beiersdorf Flor e André da Silva Bitencourt (trio do RS), com VAR de Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP).

BORDERÔ: 3.237 torcedores, para renda de R$ 120.175.

LOCAL: Ressacada, em Florianópolis.

Mais notícias e opiniões sobre o Avaí no NSC Total

Deixe seu comentário:

publicidade