nsc
an

Família

Jovem bailarino faz homenagem à mãe durante apresentação vitoriosa no Festival de Dança de Joinville

Daniel conquistou sua segunda vitória consecutiva

15/10/2021 - 11h20 - Atualizada em: 15/10/2021 - 11h22

Compartilhe

Isadora
Por Isadora Nolf
Daniel durante apresentação "Se Cheguei Até Aqui... Foi Por Você"
Daniel durante apresentação "Se Cheguei Até Aqui... Foi Por Você"
(Foto: )

Todo ano, o Festival de Dança de Joinville é palco para várias histórias emocionantes de superação e trabalho duro. Na 38° edição não foi diferente, desta vez com a hitória do Daniel Dantas, que conquistou sua segunda vitória consecutiva na categoria de Jazz Solo. 

> ​Receba notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

O rapaz de apenas 15 anos veio de Cubatão, interior de São Paulo, e só conseguiu chegar até Joinville graças a ajuda de amigos, colegas da comunidade e da família. Foram realizadas diversas rifas para financiar a viagem, onde ele até contou com a ajuda de um empresário para alugar o ônibus e um vereador da região com doações para os sorteios. 

No fim das contas, com uma parte do dinheiro necessário ainda faltando, foi a família do Daniel que garantiu a participação do menino no Festival.

Querendo agradecer por toda a ajuda, Daniel chamou a coreografia vitoriosa de "Se Cheguei Até Aqui... Foi Por Você", em homenagem à mãe. Enquanto o jovem dançava, fotos dele e da mãe passavam ao fundo, ajudando a ilustrar a relação de mãe e filho. 

> Bailarinos feridos em acidente são indicados para prêmio de superação em Joinville

- Foi para agradecer a minha família principalmente, mas a todos que estão ali, sempre comigo me ajudando, principalmente a minha mãe, que é aquela que me apoia desde sempre. - explica Daniel em entrevista à NSC TV. - Toda a família me apoia, mas a mãe sempre tem aquele cuidado a mais, aquele carinho. Então a minha mãe é aquela que faz tudo por mim.

Tanto pela emoção da coreografia e pelo talento de Daniel, ele conquistou sua segunda vitória consecutiva e está se destacando no cenário da dança. Camila Gouveia, professora que acompanha o jovem há nove anos, se emociona com o progresso do aluno.

- Nós que vimos o Daniel crescer sabíamos que ele seria um destaque um dia. Nós não esperávamso que fosse tão cedo, mas foi um resultado muito gratificante, que tocou o coração da platéia e os nossos. - conta.

*Com informações do repórter André Lux, da NSC TV

*Sob supervisão de Lucas Paraizo

Leia mais:

Festival de Dança de Joinville: veja tudo que você precisa saber sobre a edição 2021

Joinville terá força-tarefa para vacinação contra a Covid no fim de semana

Colunistas