nsc
an

Volta por cima

Bailarinos feridos em acidente são indicados para prêmio de superação em Joinville

Após o susto na sexta-feira (8), dançarinos do Distrito Federal conquistaram três lugares no pódio do Festival de Dança

14/10/2021 - 16h16

Compartilhe

Por Marcelo Henrique
bailarinos
Equipe de dançarinos é indicado para prêmio de superação após acidente em Joinville
(Foto: )

Depois de passar por um acidente, o grupo de bailarinos Corpo de Baile Noara Beltrami foi indicado para o prêmio especial pelo exemplo de superação no Festival de Dança de Joinville. A premiação vai acontecer nesta quinta-feira (14) após a noite competitiva. Se vencer, dançarinos garantem vaga para a próxima edição do festival e se apresentam na Noite dos Campeões, que acontece nos dias 15 e 16 de outubro, às 20h, nas categorias Júnior e Sênior, respectivamente.

> Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

O Corpo de Baile Noara Beltrami subiu ao pódio três vezes. Na terça-feira (12), o grupo conquistou o 2º lugar no conjunto da Balé Neoclássico. Já no sábado, a equipe conseguiu duas posições em um só dia, 3º lugar na variação feminina de Balé Clássico de Repertório, e 2º lugar no solo feminino de Dança Contemporânea.

O grupo decidiu continuar competindo mesmo depois de uma grave colisão entre um caminhão e uma van ocupada pelos dançarinos de Brasília. A batida deixou oito pessoas feridas na madrugada da última sexta-feira (8) no viaduto da rua Ottokar Doerffel, no bairro São Marcos.

As vítimas foram encaminhadas para o atendimento pelos socorristas dos bombeiros e Samu. Cinco foram levadas ao Hospital Municipal São José, duas para o Regional e uma ao Hospital Dona Helena.

Bailarina se recupera após acidente

A pessoa com maiores ferimentos foi Maria Eduarda Meireles, de 15 anos, que teve o dedo do pé amputado e precisou passar por cirurgia ortopédica. Ela chegou em casa nesta terça-feira (12). A jovem que mora em Guará, no Distrito Federal, participaria do Festival de Dança, mas em virtude do imprevisto precisou cancelar sua participação.

bailarina
Jovem bailarina perdeu o dedo mindinho do pé direito com o impacto do acidente
(Foto: )

Ela recebeu alta médica do Hospital São José no último domingo (10), além disso ela sofreu um ferimento na orelha. Maria passou por avaliação do médico neurologista e estava em observação na unidade até receber alta.

Maria dança desde os 4 anos e afirma que esse é o seu sonho. Apesar do acidente, ela revela que vai voltar a fazer aquilo que mais gosta, mas para isso, vai ter que se adaptar à sua nova realidade.

- Os médicos falaram que vou conseguir dançar. Vai ser um novo processo, de descoberta do meu corpo e do meu equilíbrio - comenta.

A adolescente confessa que está ansiosa para voltar a treinar e que está torcendo para o processo de cicatrização terminar logo. Ela precisa ficar 10 dias sem pisar no chão, e também vai passar por acompanhamento de fisioterapeuta.

- Poderia ter sido pior. Tem uma parte do meu corpo que foi tirada, mas eu poderia estar com dor. Isso é o mínimo - disse.

*Sob supervisão de Lucas Paraizo

Leia também:

Festival de Dança de Joinville: veja tudo que você precisa saber sobre a edição 2021

Joinville terá força-tarefa para vacinação contra a Covid no fim de semana

Joinville e São Francisco do Sul terão aulas gratuitas de basquete com ex-jogador da Seleção

Colunistas