nsc
    dc

    Em fase de testes

    Bares do Centro Histórico de Florianópolis vão fechar mais cedo nos próximos 30 dias 

    Acordada entre Poder Público e comerciantes, medida busca equilibrar interesses de quem trabalha, de quem se diverte e de quem mora no local

    23/08/2019 - 20h30 - Atualizada em: 23/08/2019 - 20h52

    Compartilhe

    Por Mayara Vieira
    Rua Victor Meirelles, em Florianópolis: ponto de encontro redescoberto no Centro Histórico
    Rua Victor Meirelles, em Florianópolis: ponto de encontro redescoberto no Centro Histórico
    (Foto: )

    Transformado em ponto de encontro entre jovens nas noites de Florianópolis, o Centro Histórico da Capital terá mudanças no funcionamento dos bares. Nos próximos 30 dias, a partir desta sexta-feira (23), os estabelecimentos do local vão passar a fechar à meia-noite, duas horas mais cedo do que antes. As informações são do G1 SC.

    Nos últimos meses, a Rua Victor Meirelles, entre Saldanha Marinho e a Avenida Hercílio Luz, tem atraído públicos cada vez maiores durante as noites, sobretudo às quintas, sextas e sábados. Mas nem tudo tem sido diversão. Com mais gente nas ruas, o local também tem registrado problemas, como confusões, som alto e presença de lixo.

    Agora, a medida de fechar os bares mais cedo, acordada entre comerciantes, Polícia Militar e Ministério Público (MP), visa a equilibrar os interesses de quem trabalha, de quem se diverte e de quem mora na área.

    — Os bares também são vítimas de todo esse processo. Então, para eles, também não é interessante esse público que frequenta o local após as 2h, 3h da manhã. Será um teste (a alteração no horário dos bares no Centro), um laboratório nesses 30 dias para ver como se porta a situação — comenta o promotor de Justiça Daniel Paladino.

    Nesta quinta-feira (22), a segurança nos bares do Centro Histórico também passou a ser reforçada com a presença de um drone da Polícia Militar. O equipamento, em fase de testes, busca aumentar a vigilância e, assim, aumentar a capacidade para detectar possíveis delitos e confusões.

    O Ministério Público, que tem conduzido as conversas entre as partes envolvidas, acredita que a medida vai organizar o uso do espaço. Duas novas reuniões devem ocorrer entre o Poder Público e os empresários: uma no começo do próximo mês, para fazer uma avaliação prévia do novo horário, e outra no dia 23 de setembro, para definir se os bares e restaurantes voltam a funcionar até a madrugada.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas