O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), voltou a ironizar bolsonaristas ao comentar, nesta segunda-feira (9), sobre uma pichação feita no prédio da Corte no dia anterior, durante os ataques golpistas às sedes dos três Poderes. Em uma vidraça do local, foi escrito “perdel, mané”, expressão grafada erroneamente com um “L” em vez de “U” e em alusão a uma fala anterior de Barroso.

Continua depois da publicidade

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

Alvo de bolsonaristas durante uma passagem por Nova York, nos Estados Unidos, no ano passado, logo após a derrota de Jair Bolsonaro (PL) nas eleições, o ministro usou a mesma expressão na ocasião para rebater o grupo insatisfeito. “Perdeu, mané, não amola”, disse, na ocasião. Agora, após o atentado golpista, ele foi questionado por um repórter se estava arrependido de ter dito isso anteriormente.

— Me arrependo mesmo porque tem um ‘perdeu, mané’ com ‘L’. Isso, sim, é de lascar — afirmou.

A nova fala de Barroso ocorreu em visita dele, dos chefes dos três Poderes e dos governadores das 27 unidades federativas do país ao STF no fim desta noite, na sequência da reunião emergencial convocada no Palácio do Planalto em resposta aos ataques de bolsonaristas. Foi consenso entre as autoridades que o prédio do STF foi o mais danificado pelos golpistas.

Leia mais

Lula e governadores visitam STF após ataque de bolsonaristas: “Cenário de guerra”

Lula diz que polícia negligenciou ataque de bolsonaristas e ressalta: “Golpe não vai ter”

PF vai indiciar cerca de mil golpistas, que serão levados a presídio em Brasília

Destaques do NSC Total