Esta segunda-feira (24) foi o primeiro dia útil após a implantação do binário na região da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). A mudança ocorreu na sexta-feira (21), durante o feriado de Tiradentes e alterou o fluxo em pelo menos quatro ruas dos bairros Pantanal e Carvoeira (veja abaixo vídeo de como ficou)

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Grande Florianópolis pelo WhatsApp

A “prova de fogo” do binário ocorreu só durante esta segunda, já que o comércio funcionou em horário comercial normal, assim como as aulas da UFSC e dos colégios que ficam na região. 

Logo pela manhã, alguns pontos das ruas que fazem parte do binário apresentaram congestionamentos pontuais. Ao longo do dia, os mesmos locais voltaram a registrar pequenas filas — geralmente em horários com maior circulação de veículos.

No fim do dia, por volta das 17h30, o trânsito começou a ficar intenso. O fim da Rua Deputado Antônio Edu Vieira (Pantanal), assim como a Rua Capitão Romualdo de Barros (Carvoeira) registraram grandes congestionamentos. A situação se estendeu para a Avenida César Seara (rua entre o Pantanal e Carvoeira) e Desembargador Vitor Lima (via que saí da Trindade e desemboca na Carvoeira), deixando todo o entorno da UFSC com lentidão.

Continua depois da publicidade

Apenas às 19h, o trânsito voltou a fluir normalmente, sem nenhum empecilho.

Os pontos que apresentaram mais fila durante o dia foram:

  • No cruzamento do Armazém Vieira subindo pela rua Edu Antônio Edu Vieira;
  • Na rua Capitão Romualdo de Barros no cruzamento com a Rua João Motta Espezim (ponto onde a faixa preferencial passou a ser dos veículos que transitam nas duas faixas de quem vem pela primeira via);
  • Na rua João Motta Espezim próximo ao supermercado Imperatriz;
  • Na avenida Pref. Waldemar Vieira onde a nova linha ônibus passa para ir até a Edu Vieira.

O que mudou?

A rua Deputado Antônio Edu Vieira passou a ser mão única no trecho entre o Armazém Vieira e a rótula da Eletrosul, sendo permitido tráfego apenas no sentindo Pantanal-UFSC.

Já na a Romualdo de Barros passou a ser totalmente em mão única no sentido UFSC-Carvoeira.

A retirada da rótula da Carvoeira também provocou mudanças. Não é mais possível fazer a conversão à esquerda pela rua Desembargador Vitor Lima para a rua Agronômico Cristian Ferreira.

Agora só é possível fazer conversão à direita para a Rua Cap. Romualdo de Barros e é possível seguir em frente para Av. Cesar Seara.

Continua depois da publicidade

Acompanhe ao vivo o trânsito na região

Em entrevista ao Bom Dia Santa Catarina, da NSC TV, o comandante da Guarda Municipal de Florianópolis (GMF), Andrey de Souza Vieira, disse que nos dias seguintes à implantação não houve acidentes em que os agentes foram acionados. 

No entanto, na sexta-feira, quando o binário já estava operando, o Corpo de Bombeiros atendeu um acidente entre um carro e um ônibus próximo ao Armazém Vieira. O condutor do veículo de passeio ficou preso às ferragens e foi levado ao hospital. 

Apesar do ocorrido, o comandante da GMF diz que a mudança no trânsito tem tido sucesso. Os agentes estão circulando pela região para orientar o trânsito de veículos. 

Ônibus enfrenta fila

Além da mudança nas ruas, linhas de ônibus também tiveram mudanças em função do binário. A principal delas foi a criação do 188 Ticen-UFSC. Essa linha substitui a extinta 185 UFSC Semidireto e foi implantada com a intensão de diminuir o tempo de trajeto entre o Centro da cidade e a Universidade.

Continua depois da publicidade

Nesta segunda, uma equipe da NSC TV fez o trajeto da nova linha e verificou que o tempo reduziu apenas dois minutos em relação ao antigo percurso feito pelo 185 — que fazia uma rota maior.

A linha pegou fila na altura da rua Prof. Waldemar Vieira onde há semáforos.

Veja como ficou o trânsito após a implantação do binário na UFSC

Leia também

Binário na região da UFSC é implementado; entenda mudanças

Com binário, novas linhas de ônibus começam a circular em Florianópolis

Destaques do NSC Total