Morreu na manhã desta terça-feira (21), em Blumenau, Rainoldo da Silva, de 77 anos. Ele era ícone na cidade, pois dedicou meio século da vida ao conserto de guarda-chuvas. O velório ocorre a partir das 11h, no Cemitério São José, e o sepultamento, às 17h.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Blumenau e região por WhatsApp

Adilson, filho de Rainoldo, conta que, no começo de fevereiro, em uma terça-feira aparentemente normal, o pai sofreu um AVC na oficina onde trabalhava e precisou ser hospitalizado. O idoso estava internado desde então. Ele deixa esposa, quatro filhos, três netos e dois bisnetos.

— Fica a lembrança da simplicidade, humildade, e que para ser feliz não precisa de muito — diz Adilson.

Rainoldo era jovem quando começou a trabalhar em uma fábrica de guarda-chuvas em Blumenau. Mais tarde, abriu a própria oficina onde consertava guarda-chuva, sombrinha, guarda-sol. E tinha uma clientela fiel. No espaço dele contava com equipamentos centenários que herdou dos ex-chefes.

Continua depois da publicidade

Leia mais

Região de Blumenau surpreende com lista de prioridades incomum

Lei de Blumenau contra linguagem neutra em escolas é suspensa pela Justiça

Destaques do NSC Total