As equipes de Santa Catarina enviadas ao Rio Grande do Sul estão atuando no resgate de pessoas ilhadas e vítimas de deslizamentos de terra. O estado vizinho soma 10 mortos e 3,4 mil desalojados por conta das fortes chuvas que iniciaram no último domingo (28).

Continua depois da publicidade

Entre na comunidade exclusiva de colunistas do NSC Total

No total, Santa Catarina enviou 34 bombeiros e policiais militares para atuarem em Lajeado, Santa Cruz do Sul, Forquetinha, Marques de Souza e Cruzeiro do Sul. Também foram mandadas 11 embarcações, 8 viaturas 4×4 e uma viatura com equipamentos específicos para resgate em deslizamentos.

— Ainda existe uma série de ocorrências de pessoas em situação de risco, ilhadas por causa da elevação do nível dos rios, e deslizamentos de terras — relata o major João Emiliano de Moura Silva Miranda, que comanda as sete equipes da 1ª Região Bombeiro Militar (1ºRBM) enviadas ao Rio Grande do Sul.

Atuam no Rio Grande do Sul bombeiros de Florianópolis, Blumenau, Criciúma, Itajaí, Tubarão, São José e Balneário Camboriú. Também foi mandada uma equipe da Polícia Militar de Santa Catarina (PMSC) para auxiliar no resgate e no apoio humanitário às famílias desabrigadas.

Continua depois da publicidade

Imagens divulgadas pela corporação mostram as equipes resgatando um homem de uma sacada e levando-o em um bote por uma região alagada. As estradas aparecem inundadas.

Veja as fotos

Situação no RS

No Rio Grande do Sul, as regiões mais atingidas pelas chuvas são a Metropolitana de Porto Alegre, dos Vales, Central, Serra e Sul. No total, 114 municípios contabilizam estragos como inundações, alagamentos, quedas de pontes e danos ao abastecimento de luz e água. Mais de mil pessoas estão em abrigos.

— Estamos tendo muita dificuldade em realizar os resgates. São 10 mortes, vidas perdidas confirmadas. Infelizmente, esse número tende a aumentar muito. (…) Os números são ainda muito preliminares, porque a crise está em curso no Estado. Ainda chove muito nas regiões mais críticas e ainda vai chover muito — disse o governador Eduardo Leite no fim da tarde desta quarta, em coletiva de imprensa.

Continua depois da publicidade

As chuvas devem atingir Santa Catarina na próxima quinta (2), mas com menos força. A metade Sul do Estado, em áreas do Grande Oeste, Planalto Sul e Litoral Sul, será a mais atingida. A Defesa Civil emitiu um alerta de risco moderado a alto para ocorrências relacionadas a alagamentos, enxurradas, destelhamentos, danos à rede elétrica e deslizamentos.

Leia também

Chuvas no RS persistem e deixam 10 mortos, 21 desaparecidos e 3,4 mil desalojados

Temporal que atinge Rio Grande do Sul chega a Santa Catarina e gera alerta da Defesa Civil

VÍDEO: Ponte é levada por enxurrada durante live de prefeita no RS

Destaques do NSC Total