Os temporais que atingem o Rio Grande do Sul provocam mudança no tempo em Santa Catarina a partir desta quarta-feira (1°). Segundo a Defesa Civil, há previsão de chuvas intensas em todas as regiões do Estado, principalmente nos municípios que fazem divisa com o território gaúcho, até a próxima sexta-feira (3). 

Continua depois da publicidade

Entre na comunidade exclusiva de colunistas do NSC Total

Nesta quarta-feira, algumas cidades já registram chuva. Porém, segundo a Epagri/Ciram, é a partir desta quinta-feira (2), que elas avançam de forma intensa e volumosa pelas regiões Oeste, Planalto Sul e Litoral Sul e, ao longo do dia, para demais áreas de Santa Catarina. 

VÍDEO: Ponte é levada por enxurrada durante live de prefeita no RS

O risco, conforme a Defesa Civil, é de moderado a alto para ocorrências relacionadas a alagamentos, enxurradas, destelhamentos à rede elétrica e deslizamentos. Há alertas para temporais com risco de descargas elétricas, rajadas de vento e queda de granizo. 

Continua depois da publicidade

Segundo Marilene de Lima, meteorologista da Epagri/Ciram, órgão que monitora o tempo no Estado, as chuvas não devem chegar em Santa Catarina com a mesma intensidade que atinge o Rio Grande do Sul. Entretanto, ainda assim, há alertas para ocorrências nas regiões que fazem divisa com o território gaúcho. 

Bombeiros de SC vão ao RS para auxiliar nas buscas de vítimas de temporais

— As áreas que estão mais suscetíveis são a da região Oeste até o Sul do Estado, aquelas mais próximas ao Rio Grande do Sul e no Vale do Itajaí. No sábado começa a melhorar o tempo e para domingo já é um tempo um pouco mais firme, sem chuva,  — diz a meteorologista. 

Entre quinta e sexta-feira (3), o volume de chuva deve variar entre 150 milímetros e 200 milímetros nas regiões do Extremo-Oeste, Oeste, áreas do Meio-Oeste, Planalto Sul e Litoral Sul. A Defesa Civil também alerta que esses valores podem ser superados, principalmente nas regiões que fazem divisa com o Rio Grande do Sul, como Itapiranga, Mondaí, Palmitos e Águas de Chapecó, além de municípios próximos aos Rios Chapecó, Chapecózinho e do Peixe.

Para a bacia do Rio Canoas o risco é moderado para ocorrências de inundações e enxurradas, sobretudo nos municípios de Lages e Otacílio Costa, aponta Defesa Civil.

Continua depois da publicidade

Nas regiões do Litoral Sul, Alto Vale do Itajaí e Grande Florianópolis, os volumes devem ficar em torno dos 100 milímetros.

Alerta de chuva
Alerta da Defesa Civil (Foto: Defesa Civil, Divulgação)

Recomendações da Defesa Civil 

  • Mantenha-se informado sobre as condições meteorológicas locais nas redes oficiais da SDC;
  • Não trafegue em áreas sujeitas a alagamentos;
  • Não transite em pontes ou pontilhões submersos;
  • Cuidado redobrado com crianças próximas a rios ou ribeirões;
  • Reforce a segurança em telhados e estruturas que possam ser afetadas por ventos fortes;
  • Evite atividades ao ar livre durante temporais e busque local abrigado;
  • Fique atento a inclinação de postes e árvores;
  • Fique atento aos movimentos de terra ou rochas próximas a sua residência;
  • Fique atento a rachaduras em muros e paredes.

Estragos no Rio Grande do Sul

O Rio Grande do Sul é atingido por fortes chuvas desde segunda-feira. De acordo com a Defesa Civil, 77 municípios registraram ocorrências. Oito mortes já foram confirmadas e 21 pessoas estão desaparecidas.

No total, de acordo com informações do g1, 19.110 pessoas foram afetadas pelos temporais. Dessas, 1.145 estão em abrigos e 1.431 desalojadas.

Continua depois da publicidade

Duas das mortes ocorreram em Paverama, quando um carro foi arrastado pela enxurrada. A terceira foi em Pantano Grande, que vitimou um homem. Duas mulheres também perderam a vida, uma em Encantado e outra no limite entre Itaara e Santa Maria. A sexta vítima morreu em Salvador do Sul, após um deslizamento de terra destruir casas.

Já os desaparecimentos foram registrados em Candelária (oito pessoas), Encantado (seis) e Roca Sales (quatro).

Na noite de terça-feira (30), Leite pediu que o presidente Lula (PT) enviasse ajuda às cidades afetadas com “urgência”. O governo federal já enviou duas aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB) a fim de resgatar pessoas ilhadas.

Veja as fotos do Rio Grande do Sul

Continua depois da publicidade

Leia mais

Feriado terá calor intenso e temperatura de até 35°C em SC

Dupla suspeita de atear fogo em caminhão de lixo é alvo de buscas em Florianópolis

Destaques do NSC Total