nsc

publicidade

Alerta

Bombeiros instalarão placas de alerta em sete locais com risco de afogamento em Blumenau

Saiba quais são os rios considerados de maior risco pelo Corpo de Bombeiros

29/11/2019 - 16h28 - Atualizada em: 29/11/2019 - 19h36

Compartilhe

Gabriel
Por Gabriel Lima
Placa de alerta para afogamento
Placa foi instalada na "Garganta do Diabo", no bairro Salto do Norte
(Foto: )

A primeira das sete placas de alerta para os riscos de afogamento em rios de Blumenau foi instalada na manhã desta sexta-feira (29). O local escolhido foi a "Garganta do Diabo", no bairro Salto do Norte, onde duas pessoas morreram afogadas no ano passado. A placa foi colocada pelo Corpo de Bombeiros às margens do Rio Itajaí-Açu, logo na saída da trilha onde há acesso ao balneário.

A placa alerta para o risco de morte que há no local, seja por conta da profundidade desconhecida ou pela forte correnteza da água. Além disso, orienta que os banhistas liguem para o 193 e tentem alcançar objetos flutuantes no caso de alguma pessoa precisar de socorro.

O tenente Fillipi Pamplona explica que a tarja preta e o uso da expressão "risco de morte" têm como objetivo evitar que as pessoas entrem na água em locais onde não há presença de guarda-vidas. O militar afirma que é impossível cobrir todos os pontos de banho em água doce, por isso os bombeiros optam por ações preventivas e de conscientização.

— Se a gente não der uma mensagem veemente, a placa não vai chamar atenção. A pessoa tem que entender que, embora aquilo faça parte do cotidiano, há um risco que deve ser levado em consideração antes de entrar na água. Sabemos que há bastante volume de pessoas nesses locais, então vamos tentar prevenir.

Outros locais onde as placas serão instaladas

O planejamento do Corpo de Bombeiros é instalar mais seis placas nos próximos dias para alertar sobre os riscos do banho de rio. Uma dessas também será colocada próximo à Rua Elsbeth Feddersen, no Salto do Norte, mas desta vez em um local depois da "Garganta do Diabo", onde há pessoas que costumam pescar.

Próximo dali, uma placa será instalada embaixo da Ponte do Salto, próximo à Rua Tupari. No Testo Salto, próximo à divisa com Pomerode, haverá a colocação de uma placa no Rio Testo próximo à ponte de acesso à Karsten, na Rua Werner Duwe.

Duas placas serão instaladas na região central: uma na República Argentina, próxima à ponte do anel viário norte, e outra na Prainha, que tem muitas pessoas à beira da água e há prática de esportes aquáticos, embora não seja mais um local usual para banho.

Por fim, outra placa deve ser colocada na Nova Rússia, próximo à entrada para o Parque das Nascentes. O local também é conhecido como "Gargante do Diabo" e foi onde dois jovens morreram afogados há duas semanas.

Preocupação com o vandalismo

Pamplona afirma que não há relação direta entre as mortes recentes e a ação de prevenção. Ele afirma que a colocação de placas era algo previsto pelo Corpo de Bombeiros há meses, mas que está sendo executado apenas no fim de novembro pela proximidade do verão e o fim do período escolar, fatores que contribuem para o aumento do fluxo de pessoas nos rios.

— Nossa ideia é irmos com uma guarnição, ao menos uma vez ou duas por semana, para verificar se os objetos não foram vandalizados, porque infelizmente é uma preocupação que temos. Se houver banhistas nesses locais, iremos orientá-los sobre as placas e os riscos na região, explicando que os rios não são locais seguros pra nadar.

Deixe seu comentário:

publicidade