nsc
dc

Vacinação

Brasil fica de fora da doação de 500 milhões de vacinas contra Covid pelos EUA

Envio dos imunizantes ocorrerá em parceria com a Organização Mundial da Saúde (OMS), por meio do consórcio internacional Covax Facility

10/06/2021 - 14h35 - Atualizada em: 10/06/2021 - 15h05

Compartilhe

Metrópoles
Por Metrópoles
Estados Unidos afirmou que as vacinas serão doadas a 92 países de baixa e baixa-média renda, e às nações da União Africana
Estados Unidos afirmou que as vacinas serão doadas a 92 países de baixa e baixa-média renda, e às nações da União Africana
(Foto: )

O Brasil não será contemplado com a doação de 500 milhões de doses da vacina da Pfizer contra a Covid-19, entregues pelos Estados Unidos. A iniciativa foi onfirmada pela Casa Branca nesta quinta-feira (10). O envio dos imunizantes ocorrerá em parceria com a Organização Mundial da Saúde (OMS), por meio do consórcio internacional Covax Facility. 

> Receba as principais notícias de Santa Catarina no WhatsApp

Em nota, o governo dos Estados Unidos afirmou que as vacinas serão doadas a 92 países de baixa e baixa-média renda, e às nações da União Africana. Embora não tenha recebido parte dessa remessa, o Brasil será contemplado com outra doação dos Estados Unidos. Na última semana, o governo estadunidense informou que fornecerá a outras nações pelo menos 80 milhões de doses de vacinas, até o fim de junho.

> SC tem calendário para vacinação contra Covid por idade; veja quando será a sua vez

O Brasil e outros países das Américas serão contemplados com 6 milhões de unidades, e a doação também será feita por meio do Covax Facility. Ainda não se sabe qual será o quantitativo recebido pelo Ministério da Saúde. Em nota, o órgão anunciou que “recebeu com satisfação a notícia a respeito da doação de vacinas contra a Covid-19 por parte do governo dos Estados Unidos”.

Leia mais no Metrópoles, parceiro do NSC Total.

Leia também

Inverno preocupa, mas SC não pretende aumentar restrições

Veja como está a vacinação em todas as regiões de SC no Monitor da Vacina

Lages aparece em 3ª lugar no ranking de cobertura vacinal segundo monitor da vacina da NSC

"Quem não toma a vacina escolhe a doença", diz infectologista de Joinville

Colunistas