nsc
santa

Pandemia

Brusque faz apelo por remédios para "kit intubação" ao Estado: "demanda crucial", diz prefeito

Hospital Azambuja diz que ainda tem medicamentos em estoque, mas relata dificuldades para comprar de fornecedores

26/02/2021 - 05h00

Compartilhe

Lucas
Por Lucas Paraizo
Leitos de UTI
Medicamentos sedativos são necessários na intubação de pacientes em situação grave da Covid-19
(Foto: )

A prefeitura de Brusque fez um apelo ao governo do Estado nesta quinta-feira (25) pedindo por medicamentos que integram o chamado "kit intubação" utilizado em pacientes graves de Covid-19. Um ofício assinado pelo prefeito, Ari Vequi, diz que se trata de uma "demanda crucial" e uma necessidade "urgente" para o problema no Hospital Azambuja, referência do município e das cidades vizinhas.

​> Clique aqui para receber notícias de Blumenau e região direto no Whatsapp

O documento enviado pela prefeitura traz, em anexo, um ofício da diretoria do Hospital Azambuja com detalhes do estoque de medicamentos sedativos utilizados na intubação dos pacientes. O texto do hospital relata que o estoque atual de relaxantes neuromusculares duraria para, em média, três dias, e que os laboratórios que vendem o medicamento estão com fila de espera devido à alta demanda.

> Santa Catarina decreta lockdown aos fins de semana

Conforme o relato do hospital, 395 ampolas do medicamento têm sido usadas diariamente, em média, e os fornecedores estariam entregando, no máximo, 500.

"O pedido se faz urgente e necessário tendo em vista que o mesmo é imprescindível para o referido tratamento", diz o documento.

Em outro ofício, enviado na segunda-feira (22), a diretoria do Hospital Azambuja informou que tentou comprar os medicamentos por conta própria, mas os fornecedores estavam indicando um tempo de espera de aproximadamente 15 dias, pois há uma prioridade para atendimento às licitações do poder público.

Em nota enviada à reportagem nesta quinta, o hospital disse que não está com falta de medicamentos no momento, mas segue repassando atualizações ao Estado com informações de abastecimento. 

"A nossa capacidade está no limite", diz secretário de Saúde

Em um vídeo divulgado nesta quinta (25), o secretário de Saúde de Brusque, Osvaldo Quirino de Souza, pediu que a população redobre os cuidados e destacou que a situação em Brusque está perto do limite.

- Conclamamos a nossa população a redobrar os cuidados. Evitando festas, aglomerações, usando máscara, álcool em gel, saindo o mínimo possível de casa. E ao menor sinal dos sintomas, que a população procure o centro de triagem para que possa ser imediatamente detectado - afirmou.

O secretário ressaltou que a cidade ainda não tem um cenário de colapso no sistema de saúde e está conseguindo manter os atendimentos na normalidade, mas há uma preocupação com o aumento de casos:

- A nossa capacidade está no limite, não podemos avançar muito mais do que estamos.

Leia também

> Blumenau muda conta das UTIs enquanto discute medidas restritivas.

> Blumenauense que mora em Portugal fala sobre a redução de 92% dos casos da Covid-19 após lockdown

Colunistas