nsc
dc

Vacinação

Butantan recebe insumos da China para produzir mais 5 milhões de doses da Coronavac

Com a carga que chegou em SP na manhã desta segunda-feira (19), Instituto vai completar a entrega das 46 milhões de doses ao Ministério da Saúde com atraso

19/04/2021 - 09h48 - Atualizada em: 19/04/2021 - 09h52

Compartilhe

Maria Eduarda
Por Maria Eduarda Dalponte
Insumos para produção da Coronavac chegam em SP
Insumos para produção da Coronavac chegam em SP
(Foto: )

Chegou ao Brasil na manhã desta segunda-feira (19) três mil litros de insumos para a produção de cinco milhões de doses da Coronavac pelo Instituto Butantan. O voo da Turkish Airlines vindo da China pousou no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, às 6h13. O governador do estado, João Doria, postou em sua conta do Twitter um vídeo em que acompanhava a entrega da matéria-prima da vacina. 

> Enfermeira aplicou vacina falsa da Covid-19 em moradores de BH; vídeo

> Saiba como receber notícias do NSC Total no WhatsApp

Esse é o terceiro carregamento de Insumo Farmacêutico Ativo (IFA) que chega ao Brasil em 2021. A entrega estava prevista para o dia 8 de abril. Com o atraso de 11 dias, o Instituto Butantan vai finalizar o repasse ao Ministério da Saúde das 46 milhões de doses até o dia 10 de maio. O acordo era que a entrega dessa quantidade acontecesse até o final de abril.

A vacina produzida pelo instituto brasileiro ainda depende de materiais enviados pela China. Por isso, sem a matéria-prima estrangeira, o Butantan suspendeu o envase das doses no começo de abril. Mais três mil litros do insumo devem chegar ao Brasil até o final deste mês. Em fevereiro, a China realizou a entrega de 11 mil litros do insumo e, em março, 8,2 mil litros. 

Doses entregues pelo Butantan

Ao todo, o Instituto Butantan realizou a entrega de 40,7 milhões de doses da Coronavac ao Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde. O total corresponde a 88,4% do volume de 46 milhões de doses do primeiro contrato entre o instituto e o governo federal. 

Em janeiro, foram entregues 8,7 milhões de doses da CoronaVac ao PNI; em fevereiro, foram 4,8 milhões; em março, 22,7 milhões; e em abril, até o momento, 4,5 milhões de doses.

> Opinião: É imoral pedir prioridade sem vacinar 100% dos grupos de risco

O Butantan ainda anunciou em sua conta do Twitter a entrega ao Ministério da Saúde nesta segunda-feira (19) de mais 700 mil doses da vacina contra a Covid-19, totalizando 41,4 milhões de doses fornecidas desde 17 de janeiro.

Com os insumos que chegaram nesta segunda (19), serão produzidas pouco mais de cinco milhões de doses para completar o primeiro contrato até o dia 10 de maio. Logo depois, o Instituto Butantan vai iniciar o repasse do próximo quantitativo da Coronavac do segundo contrato com o governo federal que soma 54 milhões de doses.

*Sob supervisão de Fernanda Mueller

Leia também

Pesquisador alerta sobre riscos e perdas com a estiagem em SC

Ciclone no mar e massa de ar frio influenciam o tempo em SC

Estado considera nova onda de Covid-19 em SC com a chegada do frio

Colunistas