nsc
    dc

    Voo

    Caça da FAB de US$ 60 milhões, Gripen faz primeiro voo de SC para SP; assista ao vídeo

    O avião, fabricado na Suécia, estava no aeroporto de Navegantes desde domingo, quando chegou de navio trazido da Suécia

    24/09/2020 - 14h19 - Atualizada em: 24/09/2020 - 15h59

    Compartilhe

    Dagmara
    Por Dagmara Spautz
    Caça foi fabricado na Suécia
    Caça foi fabricado na Suécia e estava no aeroporto de Navegantes
    (Foto: )

    O caça FAB 4100, primeiro de uma série de 36 aeronaves Gripen compradas pela Força Aérea Brasileira, decolou nesta quinta-feira (24) do Aeroporto de Navegantes, em seu primeiro voo no Brasil. O avião partiu por volta das 14h, sob o comando do sueco Marcus Wandt, piloto de testes da Saab, empresa que construiu a aeronave.

    > Navio atraca em Navegantes com novo caça da FAB a bordo

    > Novo caça da Força Aérea produzido na Suécia chegará ao Brasil por Santa Catarina

    O voo de estreia foi entre Navegantes e a cidade de Gavião Peixoto, no interior de São Paulo, onde fica o Centro de Ensaios em Voo do Gripen, localizado na planta industrial da Embraer. Foram cerca de 50 minutos no ar, com direito a manobras testes no plano de voo.

    Embora tenha capacidade para alcançar mais de 2,4 mil quilômetros por hora, a viagem a São Paulo ocorreu em velocidade de cruzeiro - o caça ainda está sob operação controlada.

    Assista:

    Dezenas de militares da aeronáutica acompanharam a preparação para o voo em Navegantes, que contou com um forte aparato de segurança e atraiu olhares na vizinhança do terminal. Todo o perímetro do aeroporto foi cercado por agentes da FAB, com cães farejadores. O cuidado se explica: a nova aeronave, com valor estimado em US$ 60 milhões, é um ativo militar de segurança nacional.

    O Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez, destacou a importância da chegada do primeiro avião.

    — É uma imensa satisfação para a Força Aérea Brasileira ver esta aeronave voando em território nacional. O F-39 Gripen, novo caça multimissão da Força Aérea Brasileira, será a espinha dorsal da Aviação de Caça e veio para reafirmar o compromisso da FAB em manter a soberania do País – afirmou.

    O Ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, destacou a importância da transferência de tecnologia entre Brasil e Suécia, prevista na aquisição das aeronaves.

    — O Gripen aumenta a capacidade operacional da Força Aérea Brasileira e impulsiona uma parceria que fomenta a pesquisa e o desenvolvimento industrial dos dois países.

    Veja fotos:

    Caça da FAB de US$ 60 milhões, Gripen faz primeiro voo de SC para SP
    (Foto: )
    Caça da FAB de US$ 60 milhões, Gripen faz primeiro voo de SC para SP
    (Foto: )
    Caça da FAB de US$ 60 milhões, Gripen faz primeiro voo de SC para SP
    (Foto: )

    A transferência de tecnologia entre a Suécia e o Brasil é um dos motivos pelos quais o Gripen ficará na Embraer. O acordo prevê que a empresa brasileira colabore com a Saab na construção de dois modelos de caças: parte deles terá as mesmas configurações do FAB4100, e outros serão construídos com dois assentos.

    A expectativa é que as primeiras entregas ocorram no ano que vem.

    A compra das aeronaves, por US$ 4 bilhões, ocorreu em 2014, no governo Dilma. Os novos caças vão substituir a frota atual da FAB, que é de aviões antigos, de 1970.

    A escolha de um piloto da Saab para o primeiro voo no Brasil ocorreu porque, embora já tenha sido caracterizado como uma aeronave militar brasileira, o FAB4100 ainda não foi incorporado à frota nacional. O avião será apresentado oficialmente pelo governo no dia 23 de outubro, em uma cerimônia em Brasília.

    Até lá, o Gripen permanecerá em testes dos sistemas de controle de voo e de climatização, e avaliações de performance em clima tropical. Também será testada a integração de armamentos e o sistema de comunicação, que fornece dados criptografados e comunicação de voz entre os aviões.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas