nsc

Ao extremo

"Caminhada bem prazerosa", revela catarinense com recorde mundial de slackline entre balões

Em entrevista ao CBN Sábado Show, Rafael Bridi dá detalhes sobre a façanha conquistada recentemente

11/12/2021 - 12h14 - Atualizada em: 11/12/2021 - 12h49

Compartilhe

Leandro
Por Leandro Lessa
Jorge
Por Jorge Jr.
Rafael Bridi quebrou o recorde mundial de altura para travessia de slackline entre balões
Rafael Bridi quebrou o recorde mundial de altura para travessia de slackline entre balões
(Foto: )

O catarinense Rafael Bridi foi responsável por mais uma façanha nas alturas. Ele quebrou o recorde mundial de travessia de slackline entre dois balões, ao completar o desafio a uma altura de 1.901 metros no último dia 2 de dezembro. O trajeto foi realizado caminhando sobre uma fita de somente 2,5 centímetros de largura, esticada em um percurso de 20 metros. A marca anterior, superada pelo brasileiro, era do americano Andy Lewis, obtida em 2019. 

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Nesse recorde recente, a caminhada em si - comparada com outras caminhadas - não era tanto a dificuldade, mas a combinação dos fatores. Tem o balão, os pilotos, a equipe, tem toda uma relação esse ecossistema de pessoas que estão proporcionando a realização desse feito. Isso dá a tranquilidade para ter a concentração e conseguir curtir também, e o lugar é muito bonito para ficar tenso. Então, foi uma caminhada bem prazerosa.

A façanha - realizada em Praia Grande, no Extremo Sul Catarinense - foi destaque no programa Fantástico, da TV Globo, no último domingo (5). Nascido em Florianópolis, Bridi sempre esteve envolvido com feitos de tirar o fôlego e com imagens espetaculares. Em 2020, o catarinense quebrou o recorde do Guiness ao atravessar uma cratera de um vulcão ativo, na Oceania. Também no ano passado, o highliner fez uma live a 25 metros de altura praticando o slackline sobre ruas de Florianópolis

Ouça a entrevista completa de Rafael Bridi para o CBN Sábado Show: 

Veja o CBN Sábado Show de 11/12/2021 na íntegra: 

Colunistas