A Campanha de Multivacinação encerrou no último sábado (28) e conseguiu atender 410.903 crianças e adolescentes até 15 anos, em duas semanas. Desse total, 147.176 tomaram, ao menos, uma dose de vacina. Os demais estavam com as carteiras de vacinação atualizadas.

Continua depois da publicidade

Mesmo com o fim da campanha, as doses das vacinas seguem disponíveis nos postos de saúde para vacinação de crianças, adolescentes, adultos, gestantes e idosos.

Siga as notícias do NSC Total pelo Google Notícias

— Este saldo positivo demonstra o comprometimento dos pais com a saúde de seus filhos e o trabalho exemplar de todas as equipes de saúde nos municípios. Mesmo diante dos momentos difíceis que enfrentamos nos últimos dias, Santa Catarina segue avançando nos índices vacinais —, afirma a secretária de Estado da Saúde de Santa Catarina, Carmen Zanotto.

João Augusto Brancher Fuck, diretor de Vigilância Epidemiológica, destaca a importância da vacinação. Segundo ele, quanto maior o número de pessoas vacinadas, mais segurança contra a circulação de doenças.

Continua depois da publicidade

Plano ambiental prevê o cultivo de 9 milhões de plantas e sementes em SC até 2026

— A gente já sabe que as vacinas são seguras, são eficazes e evitam, principalmente, a evolução para casos graves, hospitalizações e mortes. Então, vamos vacinar —, finaliza o diretor.

Campanha de Multivacinação disponibilizou 18 imunizantes

Em Santa Catarina, a Campanha de Multivacinação começou no dia 14 de outubro, com um sábado (21) como o Dia D, com postos de saúde abertos para vacinação. Em todos os postos, 18 imunizantes foram oferecidos gratuitamente.

Essas vacinas fazem parte do Calendário Nacional de Vacinação da criança e do adolescente e protegem contra mais de 20 doenças como a poliomielite, sarampo, caxumba, meningite, HPV, difteria, tétano e outras. Vale lembrar que essas vacinas seguem disponíveis na rede pública o ano todo, de graça.

Rua em Florianópolis é reaberta ao tráfego nesta segunda-feira; saiba mais

O período de duração da Campanha, de apenas 15 dias, foi uma estratégia adotada pelo Ministério da Saúde (MS) em todo o país, para recuperação das coberturas vacinais com base na realidade de cada local. Para isso, foram realizadas oficinas de planejamento da Campanha com membros da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) e do Ministério da Saúde que replicaram o treinamento para as equipes do Estado e dos 295 municípios catarinenses.

Continua depois da publicidade

Municípios adiaram Dia D devido às chuvas

Cinco municípios precisaram adiar a campanha, devido aos estragos sofridos pelas chuvas de outubro: Rio do Sul, Taió, Três Barras, Irineópolis e Porto União. Mas, na última semana, todas iniciaram ações de vacinação.

Em Rio do Sul e Taió, o Dia D foi no último sábado (28). Já em Três Barras e Irineópolis o dia D será no dia 11 de novembro. Em Porto União, está previsto para 18 de novembro.

Leia mais

Ainda preciso tomar a vacina da Covid? Tire as suas dúvidas sobre a imunização

Inicia campanha de multivacinação na Grande Florianópolis; saiba onde se vacinar

Destaques do NSC Total