nsc
dc

É HORA DE PREVENIR 

Campanha de vacinação contra gripe inicia em SC na próxima segunda-feira  para idosos e profissionais da saúde

Confira lista de grupos prioritários e pontos de vacinação em todo o estado

20/03/2020 - 19h41 - Atualizada em: 23/03/2020 - 08h07

Compartilhe

Clarissa
Por Clarissa Battistella
Campanha seguirá até o dia 22 de maio
Campanha seguirá até o dia 22 de maio
(Foto: )

A Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe Influenza, mais conhecida como H1N1, foi antecipada pelo Ministério da Saúde em todo o país. O objetivo é facilitar o diagnóstico do novo coronavírus, já que os sintomas de ambas as doenças são parecidos.

A partir da próxima segunda-feira (23), as vacinas estarão disponíveis na maioria das cidades catarinenses para as pessoas que se enquadram no primeiro grupo de risco, que são os idosos e profissionais da saúde.

Progressivamente, até 22 de maio, novos grupos devem receber a imunização, seguindo a lista descrita abaixo. É necessário que população leve um documento de identidade, CPF e cartão do Sistema Único de Saúde (SUS).

​> Em site especial, saiba tudo sobre o novo coronavírus

Depois dos idosos e de profissionais da saúde, será a vez de professores e profissionais da segurança e salvamento, além de pessoas portadores de doenças crônicas não transmissíveis ou com outras condições clínicas especiais. Por fim, de 9 de maio - dia D de vacinação - em diante, serão imunizadas crianças de seis meses a menores de seis anos, grávidas e puérperas - até 45 dias pós-parto.

Florianópolis

A vacinação em Florianópolis teve a data alterada e vai começar no dia 30. As medidas foram tomadas pois há um entendimento sobre a possibilidade dos casos de Covid-19 atingirem um pico no mês de abril. Se a previsão se confirmar, o contágio deverá acontecer nesta próxima semana. Diante deste estudo técnico, a solução mais cabível é resguardar a saúde dos idosos, público mais vulnerável à doença. Veja quantas vacinas estão previstas para a cidade.

Joinville

Em Joinville, ao contrário do que no restante do estado, a aplicação começa neste sábado (21), porém, somente para os trabalhadores da saúde dos setores público e privado, integrantes da Guarda Municipal, Defesa Civil e agentes de trânsito. Os serviços ocorrem em seis Unidades Básicas de Saúde (UBS) e na Sala de Vacina do Centro de Vigilância em Saúde. Os atendimentos ocorrem das 8 às 13 horas. Confira lista com datas para cada categoria aqui.

Blumenau

Entre segunda e quarta-feira (25), agentes da Secretaria Municipal de Saúde irão até casas de repouso e hospitais para imunizar idosos internados e profissionais da saúde. A partir de quinta-feira (26), os demais idosos poderão procurar as salas de vacinação da cidade, mas a prefeitura divulgará maneiras para isso ocorrer sem aglomerações. Saiba mais detalhes aqui.

Criciúma

Em Criciúma, são aproximadamente 18 mil idosos e cinco mil trabalhadores de saúde. Na cidade serão instalados postos de vacinação em locais estratégicos dos bairros, para que os idosos não tenham contato com pessoas doentes. Os pontos estratégicos funcionarão das 8h às 17h, com algumas exceções. A lista estará disponível na segunda-feira (23).

— Essa estratégia será aplicada para zelo e cuidado com o idoso — ressalta a técnica de enfermagem, Kelli Barp Zanette.

Chapecó

Em Chapecó a meta é vacinar pelo menos 90% de cada um dos grupos de risco, que somam 59.874 pessoas. O grupo mais numeroso é o de idosos, que soma 15.758 pessoas. O número de trabalhadores da saúde também é alto: 5.818. Na primeira semana a prioridade é vacinar os idosos com mais de 75 anos e os profissionais da saúde, segundo a responsável pelo programa de Imunização do município, Camila Dal Santo:

— Queremos evitar que vá todo mundo ao mesmo tempo, até para evitar aglomeração.

Foram criados dois locais específicos de vacinação no município, em escolas públicas, com várias salas. Confira onde neste link.

Etapas de vacinação para os grupos prioritários

Grupo 1- a partir de 23 de março:

— Idosos (com 60 anos e mais);

— Profissionais da saúde.

Grupo 2 - a partir de 16 de abril:

— Professores de escolas públicas e privadas;

— Profissionais das forças de segurança e salvamento,

— Portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais;

Grupo 3 - a partir de 9 de maio:

Crianças de 6 meses a menores de 6 anos;

— Gestantes e puérperas;

— Povos indígenas;

— Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas;

— População privada de liberdade;

— Funcionários do sistema prisional;

— Adultos de 55 a 59 anos de idade.

O que é a Influenza, sintomas e prevenção

Conforme a Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive), a influenza, também chamada de gripe, é uma infeção viral aguda que afeta o sistema respiratório. A transmissão do vírus ocorre pela saída de secreções por meio de tosse e espirro, que entram em contato com os olhos, boca e nariz de outra pessoa não imunizada. O vírus também pode deixar superfícies contaminadas por algumas horas. Dentre os sintomas da doença estão febre alta, tosse, coriza, dor de garganta e cansaço.

Para se proteger contra a gripe, além da vacina, outros cuidados devem ser tomados. As mãos devem higienizadas com sabão e água ou álcool gel, lugares com aglomerações devem ser evitados, cobrir o rosto ao tossir e espirrar, de preferência com o antebraço ou lenço descartável, evitar colocar as mãos nos olhos, boca e nariz, janelas devem ser mantidas abertas para arejar os ambientes. Os cuidados devem ser os mesmos para o Covid-19.

Colunistas