nsc
dc

Futebol

Após casos de covid-19, Campeonato Catarinense é suspenso por 14 dias

Governo decidiu manter a suspensão após a confirmação de casos de covid-19 em pelo menos três times

13/07/2020 - 16h53

Compartilhe

Lucas
Por Lucas Paraizo
Chapecoense e Avaí
Chapecoense foi o primeiro clube a diagnosticar atletas com covid-19
(Foto: )

A Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina decidiu manter o Campeonato Catarinense de futebol suspenso por 14 dias. Depois de ser retomado na quarta-feira passada (8), o Estadual foi suspenso no fim de semana após a divulgação de casos de coronavírus em jogadores e funcionários de clubes como Chapecoense, Joinville e Criciúma.

A decisão ocorreu em reunião nesta segunda-feira (13) envolvendo a Superintendência de Vigilância em Saúde, a Secretaria de Estado da Saúde, representantes da Federação Catarinense de Futebol (FCF) e dirigentes dos clubes.

> Faraco: O futebol não entendeu e não respeitou a licença que ganhou para voltar

Além da suspensão por 14 dias das atividades, foi definida a criação de uma comissão de médicos dos clubes para avaliar a adoção de protocolos mais rígidos de prevenção ao coronavírus. As atividades do grupo devem começar nesta terça.

- É uma doença nova, com suas nuances e riscos diante de contato. Por isso, estaremos avaliando com esse grupo as medidas adotadas daqui para frente para atender aos clubes, garantido toda segurança aos funcionários e familiares - disse a superintendente de Vigilância em Saúde do Estado, Raquel Bittencourt.

A preocupação com a retomada do Campeonato Catarinense começou na sexta-feira (10), após a Chapecoense divulgar que ao menos 13 funcionários do clube, entre jogadores e membros da comissão técnica, estavam com covid-19. Eles haviam sido testados na terça-feira (7), antes do jogo contra o Avaí na quarta-feira, portanto pessoas contaminadas estavam no estádio durante a partida.

No sábado (11), o Joinville divulgou que teve quatro resultados positivos em testagens feitas no elenco e em outros funcionários, enquanto o Criciúma diagnosticou dois atletas com coronavírus.

Colunistas