nsc
dc

Oeste de SC

Carro com oito crianças, três adultos e mais a mudança da família é flagrado pela polícia em Chapecó

As 11 pessoas estavam dentro de um Renault Sandero que trafegava pela SC-283

05/02/2021 - 17h22 - Atualizada em: 05/02/2021 - 17h35

Compartilhe

Augusto
Por Augusto Ittner
Flagra surpreendeu os próprios policiais.
Flagra surpreendeu os próprios policiais.
(Foto: )

Um carro com 11 pessoas dentro foi flagrado por policiais militares rodoviários na tarde desta sexta-feira (5) em Chapecó, no Oeste do Estado. O fato ocorreu na SC-283 — rodovia estadual que liga Concórdia a Itapiranga — por volta das 16h. Os agentes chegaram a gravar um vídeo (confira abaixo) em que contam oito crianças deixando o veículo, um Renault Sandero, além de três adultos.

> Receba notícias de SC por WhatsApp. Clique aqui e saiba como

Nas imagens é possível notar a surpresa dos próprios policiais que atenderam a ocorrência. Um deles pede para uma mulher com uma criança no colo deixar o carro e então começa a contagem. 

E mais: além de o veículo estar com um time de futebol inteiro dentro, a família ainda carregava a mudança. No vídeo, é possível ouvir o motorista justificando que vendeu a casa, comprou uma chácara e, por isso, estava levando a família inteira no carro.

— Nossa reação foi de surpresa. Nas fiscalizações de trânsito é comum vermos excesso de passageiros, com um ou dois a mais, mas nessa quantidade é muito raro. Creio que os policiais que estavam nessa ocorrência nunca tinham visto uma situação como esta — relata o major Carmiliano do Amarante.

> Leia também: Criminosos invadem agência de cooperativa e fogem com reféns em Aurora, no Alto Vale

Além do risco de segurança de levar tantas pessoas dentro de um carro onde cabem apenas cinco, o motorista foi autuado. A multa para excesso de passageiros é média, de R$ 130,16, e o veículo fica retido até a situação ser regularizada. 

Um fato curioso dessa ocorrência é de que mesmo se a família estivesse transitando pela rodovia em dois carros populares, ainda assim um estaria com mais ocupantes do que o permitido pelas leis de trânsito.

— Infelizmente, pelo risco que oferece, é só infração média mesmo. Cento e trinta reais é o preço da vida dessas pessoas — lamenta a especialista em trânsito Márcia Pontes.

Veja o vídeo

Colunistas