nsc
santa

VALE DO ITAJAÍ

Carros de luxo e escalada em muros: como funcionava o esquema de furtos no Centro de Blumenau

Polícia descobriu uma quadrilha especializada no crime e que causou um prejuízo de cerca de R$ 600 mil

12/05/2021 - 07h31 - Atualizada em: 12/05/2021 - 08h28

Compartilhe

Talita
Por Talita Catie
Carros de luxo eram usados pela quadrilha para não chamar atenção dos moradores do Centro de Blumenau
Carros de luxo eram usados pela quadrilha para não chamar atenção dos moradores do Centro de Blumenau
(Foto: )

Uma quadrilha responsável por furtos a residência em Blumenau foi identificada e presa pela Polícia Civil. Os criminosos invadiram ao menos oito imóveis na Região Central da cidade. Conforme as investigações, o prejuízo às vítimas supera mais de meio milhão de reais.

> Receba notícias do Vale do Itajaí pelo WhatsApp

Segundo o delegado Douglas Barroco Teixeira, os bandidos atuavam sempre de forma semelhante e usavam carros de luxo para ir até o local do crime na expectativa de não levantar suspeita. Depois, escalavam muros e invadiam as casas. O objetivo era recolher o máximo possível de joias e também levar os carros das garagens.

— A audácia do grupo era tamanha que em variadas situações os agentes retornavam em data posterior para somente subtrair o veículo, do qual já estavam na posse da chave de ignição — conta o delegado.

Lavagem de dinheiro

Os carros e joias furtados eram vendidos pelos criminosos e os valores utilizados na compra de outros veículos mais simples, com o objetivo de não chamar a atenção para a origem da grande quantidade de dinheiro que eles conseguiam obter.

Veículos mais simples eram comprados com o dinheiro orginário dos furtos
Veículos mais simples eram comprados com o dinheiro orginário dos furtos
(Foto: )

As investigações iniciaram em dezembro do ano passado e apontam para a participação direta de ao menos cinco pessoas na execução dos furtos. Dois deles, de 49 e 39 anos, foram presos preventivamente nesta terça-feira (11). 

Três ordens judiciais de busca e apreensão também foram cumpridas. Dois carros comprados supostamente com o dinheiro de origem criminosa foram recolhidos pela polícia.

— Os autores responderão pelos delitos de furto qualificado, lavagem de dinheiro, bem como associação criminosa — afirma Teixeira.

Leia também:

> Samae de Blumenau dará descontos para recuperar contas não pagas na pandemia

> Mais de 9 mil profissionais da Educação de Blumenau querem tomar a vacina contra Covid-19

> Unifique, empresa de internet de SC, vai entrar na Bolsa de Valores

> Morre sexta pessoa da mesma família por Covid-19 em Ituporanga

Colunistas