nsc
dc

Documento

Confira as mudanças na carteira de habilitação em 2022

O documento, que possui mudanças no layout e novas medidas de segurança, não trará o chip proposto anteriormente e manterá o QR Code

28/12/2021 - 09h42

Compartilhe

Metrópoles
Por Metrópoles
Carteira de Habilitação 2022
Carteira de Habilitação tem mudanças em 2022
(Foto: )

Na resolução de número 886, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) descreve a aparência e detalhes da nova Carteira Nacional de Habilitação (CNH), que será válida a partir de 1º de junho de 2022. O conselho desistiu da proposta de inserir um chip nesse modelo e manterá o QR Code, seguindo os padrões internacionais.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

A troca imediata para o nova carteira de motorista não será obrigatória. Assim, o condutor apenas receberá o modelo atualizado quando renovar o documento.

A nova CNH poderá ser expedida em meio físico ou digital. Ela seguirá o padrão atual no que diz respeito aos dados biográficos e foto do condutor nas duas versões, e seu acesso será possível através do QR Code impresso no documento.

Na parte inferior, porém, ela diferirá da atual ao mover o campo de Observações para baixo e colocar uma tabela de veículos que identifica a categoria do condutor em seu lugar. O campo “Assinatura do Portador” ficará abaixo da foto do motorista e haverá uma pequena mudança do layout na parte superior.

Ela adotará também as cores amarelo, verde, cinza e azul, diferente da atual que conta apenas com o verde escuro. De acordo com a resolução, ela conterá tintas especiais fluorescentes, anti-scanner e com reação a luz UV. Além das mudanças na aparência, o documento também terá uma série de novos dispositivos de segurança para impedir fraudes.

A Permissão Para Dirigir (PPD) e a Autorização para Conduzir Ciclomotores (ACC) seguirão o mesmo modelo da nova CNH. A permissão trará a letra P no documento, e carteira definitiva será impressa com a letra D.

> Variante Ômicron: 74 casos são confirmados no Brasil

Segundo a nova legislação, a Carteira Digital de Trânsito (CDT) mantêm a mesma validade da CNH impressa. Assim, ao instalar o aplicativo pelo celular, o motorista fica isento da necessidade de portar o documento de papel. Desde abril de 2020, a CNH tem validade de 10 anos para condutores entre 18 e 49 anos. A partir dos 50 anos até os 70, o prazo diminui para 5 anos. Após os 70 anos, é obrigatório realizar a renovação a cada 3 anos.

Leia mais no Metrópoles, parceiro do NSC Total.

* Letícia Holanda

Leia também:

Ministério diz que vacinação de crianças deve começar em janeiro

Novo Centro Histórico de Tijucas terá rapel e passeio de caiaque embaixo da BR-101; veja fotos

Baixo número de inscritos para trabalhar no Censo preocupa o IBGE SC

Colunistas